Sexta-feira, 23 de julho de 2010, atualizada às 18h44

Juiz de Fora tem mais de 9 mil casos de dengue e 16 óbitos

Da Redação

De acordo com boletim divulgado nesta sexta-feira, 23 de julho, pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (DVEA) da Secretaria de Saúde (SS), Juiz de Fora registrou, desde o início deste ano, 9.451 casos de dengue.

De acordo com informações da SS, a cidade vem registrando declínio do número de casos. Ao todo, foram confirmados 16 óbitos por dengue, sendo três pela forma hemorrágica da doença.

Os óbitos mais recentes são de um morador do bairro Ipiranga (ver mapas), de 71 anos, que estava internado no Hospital Maternidade Terezinha de Jesus. Outro refere-se a um morador do Quintas da Avenida, de 53 anos, internado no Hospital Monte Sinai.

Outra morte foi de um morador do Fábrica, de 62 anos, além de uma criança de um ano, do bairro Grama. Os dois últimos óbitos são referentes a pacientes internados no Hospital Doutor João Penido. A SS investiga outra possível morte em decorrência da doença, referente a um morador do Santo Antônio, de 38 anos, que esteve internado no HTO.

Os bairros que apresentaram maiores índices de casos notificados por dengue foram a Vila Olavo Costa, com 385, seguido pelo Milho Branco, com 366, Centro, com 324, e Santa Cruz, com registro de 275 confirmações.

Ações continuam

Após o último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado em junho, foram definidas ações intersetoriais e educativas de combate à dengue no município. Para a primeira fase dos trabalhos, cerca de cem profissionais, entre coordenadores de campo, supervisores e agentes de combate a endemias, foram divididos em três frentes de trabalho. As equipes vão atuar por região. A proposta é iniciar as ações partindo da área periférica para o Centro, abrangendo 97 bairros, 1.980 quarteirões e 100.758 imóveis.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.