Segunda-feira, 1º de abril de 2013, atualizada às 19h20

Cinco pessoas morrem nas estradas da região durante o feriado


Da Redação
Estradas da região

O feriado da Semana Santa resultou em cinco mortes nas estradas que cortam o município de Juiz de Fora, número abaixo do registrado no mesmo período de 2012, quando seis pessoas morreran. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 1º de abril, pelas polícias Militar e Rodoviária Federal. O balanço também destaca que entre a última quinta-feira, 28 de março, e esta segunda, 1º, foram registrados 44 acidentes.

O acidente mais grave aconteceu por volta das 6h40, do dia 28 de março. Segundo informações da 5ª delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um automóvel de passeio invadiu a contramão de direção e colidiu frontalmente com uma carreta bitrem que seguia em sentido contrário, BR 040, km 764, próximo à entrada de Paula Lima, resultando no óbito de três dos quatro ocupantes do automóvel.

Fiscalização

No total, 3.171 veículos foram fiscalizados durante a operação Semana Santa na região. Somente a 4ª Região da Polícia Militar (4ª RPM) apreendeu oito e reteve 188 veículos. A Polícia Militar também registrou 45 casos de motoristas inabilitados e aplicou 229 multas, resultado em um total de R$ 58.745,55. Já a PRF realizou 133 autuações, sendo que seis pessoas foram autuadas por alcoolemia, 63 por ultrapassagem perigosa, seis carteiras de habilitação recolhidas e quatro pessoas detidas. Segundo a assessoria da Polícia Rodoviária Federal, foram realizados testes de etilômetro em 236 condutores, resultando na autuação de seis e na prisão de três por crime de embriaguez. Dois dos presos por embriaguez se envolveram em acidente de trânsito e o terceiro, além de embriagado, possuía dois mandados de prisão a cumprir, um no
estado do Rio de Janeiro e outro em São Paulo, pelo crime de formação de quadrilha. A quarta prisão foi em decorrência de inabilitado envolvido em acidente de trânsito que também apresentava sintomas de embriaguez.

BR-040

A BR-040 registrou um movimento de 266,6 mil veículos durante o fim de semana prolongado pela Sexta-Feira Santa. De acordo com a assessoria da Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora-Rio (Concer), foram registrados 44 acidentes, contra 42 no mesmo período do ano passado, mas o número de vítimas caiu de 38 para 30. Equipes de assistência mecânica da Concer prestaram 541 atendimentos no feriadão, com 220 remoções de veículos por reboques. Houve, ainda, 52 atendimentos médicos e 28 atendimentos clínicos não originados por acidentes de trânsito.

Policiamento urbano

A 4ª RPM, responsável pelo policiamento urbano, realizou 245 operações, com emprego de 1.205 policiais e 477 viaturas. Foram registrados 80 acidentes, sendo um com vítima fatal, 31 com vítimas não fatais e outros 48 sem vítimas.

A operação ainda fiscalizou 2.727 veículos, com a retenção de 26, apreensão de 57, remoção de 27 e recuperação de outros cinco automóveis. A Polícia Militar também registrou 61 casos de motoristas inabilitados e aplicou 229 multas, resultando em um total de R$ 58.745,55. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, 17 acidentes aconteceram por falta de atenção na direção.

Policiamento ambiental

Em toda a região foram realizadas 83 operações, com emprego de 104 militares, 39 viaturas e duas embarcações. Durante o período, foram fiscalizados quatro comércios de pescado e petrechos de pesca, uma mineradora, um local de comércio de carvão e dez locais de desmate. Também foram fiscalizados 256 veículos e apreendidos quatro redes, sete armadilha, uma tarrafa, oito dúzias da flora, seis metros de carvão, uma arma de fogo, uma munição, um pássaro e um réptil, um mamífero e uma ave.

Quanto às autuações, foram confeccionados três autos de infração do Instituto Estadual de Florestas (IEF), dias notificações e dois embargos/interdição, além de um Termo de Apreensão e Depósito do IEF, resultando em uma prisão. As multas totalizaram R$ 3.174,74.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.