Serra do Brigadeiro
Uma maravilha da natureza rodeada de montanhas


Um roteiro recheado de aventuras em plena Mata Atlântica. A Serra do Brigadeiro é o que podemos chamar de museu de história natural a céu aberto. Durante um dia de caminhada, é possível se deslumbrar com as belezas naturais do Parque Estadual, criado em 1996, para a proteção de uma área de 13.210 hectares. Cachoeiras, plantas, árvores centenárias e uma vasta fauna compõem esse cenário bucólico no interior de Minas Gerais.

Para quem deseja descansar com a simplicidade da natureza, o Brigadeiro é o lugar ideal, pois oferece refúgios em hospedarias que relembram o Brasil rural da década de 40. Ar puro, aconchego, fontes limpas de água e muito verde. Estes são alguns presentes que a serra, gentilmente, tem a nos oferecer.

As atrações do Brigadeiro giram em torno do parque, cercado de muitos desafios. A começar pelas inúmeras montanhas, dignas de horas e horas de caminhada. Um dos picos mais visitados é a Pedra Redonda, com 1.572 metros de altitude. Para chegar lá, é necessária a ajuda de um guia, além de muito fôlego e disposição para encarar uma trilha em mata fechada e quatro horas de caminhada. Reserve aí, mais três horas para a volta, caso você não planeje passar à noite acampado na pedra. Todo o esforço é recompensado por uma vista fenomenal, marcada pelo silêncio dos sábios ecos da natureza.

Se sete horas de sobe e desce ainda são pouco para você, reserve mais tempo para conhecer a Pedra Campestre, com nada mais, nada menos, que 1.908 metros de altitude. Não espere terras firmes e nem sombra e água fresca. A trilha exige preparo físico e a presença de um guia qualificado. Encarado o desafio, o Brigadeiro não pára por aí. Tem também o Pico do Boné, com 1.920m, e o Pico do Soares, com 1.985m.

A região reserva muitos atrativos para quem adora cachoeiras. Só nas proximidades, é possível visitar a Cachoeira da Cidade, Cachoeira do Rafael, Cachoeira do Rio Félix e a Cachoeira São Domingos. Infelizmente, para conhecer todas elas é preciso pegar um carro, pois cada uma fica em um caminho diferente. Muito cuidado com as estradas barrentas e sem sinalização. Nada que a população local não saiba explicar!

Além do ecoturismo, há também alternativas em torno do turismo rural. Passeios guiados a antigas fazendas de café e leite são uma boa alternativa para quem procura um pouquinho da vida na roça. Nesses locais, além da hospedagem são oferecidas atividades com animais, como ordena de leite, cavalgadas ao redor do parque, entre outras atrações.

A comida mineira é também um ponto forte da região. Pratos preparados no fogão à lenha, regados a hospitalidade de gente simples que vive em torno do Parque, dão um tempero especial às refeições. Há também como encomendar relíquias as cozinheiras da região, como frango ao molho pardo, feijoada e doces de frutas.

Localize-se

O Parque Estadual Serra do Brigadeiro ocupa terrenos dos municípios de Araponga, Fervedouro, Miradouro, Ervália, Sericita, Pedra Bonita, Muriaé e Divino, na Serra da Mantiqueira. Saindo de Juiz de Fora, o caminho mais curto é pela MG-353, na saída pelo bairro Grama, em direção a Viçosa. É possível também pegar a BR-116, em direção a Muriaé.

O Parque foi aberto a visitação em 2005 e recebe os turistas no horário de 8h às 17 horas. Não há área de camping no local. O telefone de contato é (32) 3721.7491.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.