• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    "Ajudando e sendo ajudado" David da Silva é voluntário do AMAS-JF

    Guilherme Oliveira
    Colaboração*
    10/08/2007

    Foram precisos 50 anos para que a vocação ao voluntariado, enfim, viesse à tona na vida de David da Silva. Porém, nas décadas anteriores, suas ações já mostravam, mesmo que de forma velada nas agências bancárias em que trabalhou, a forte tendência em se preocupar com o próximo, principalmente com os mais necessitados.

    Freqüentador da Igreja Metodista desde criança, foi lá, que depois de ficar desempregado, conseguiu duas funções. Funcionário de um setor na Igreja na parte da tarde e voluntário, na parte da manhã, na Associação Metodista de Ação Social de Juiz de Fora (AMAS-JF) desde setembro de 2006. "É sempre bom servir ao próximo, principalmente aos mais carentes. Enquanto em vida, quero seguir nesse caminho", conta.

    E é nesse mesmo percurso, que há décadas ele começou a trilhar, que ele se apega. Como ele diz, "Deus criou o ser humano para servir uns aos outros, e se assim não fosse, ele não veria sentido para a vida". E continua. "No banco procurei sempre ser muito social. Me empenhava mais em atender as pessoas com mais dificuldades. Sempre fui voltado para essa parte, sempre me preocupei e sempre fui vitorioso", diz ele, lembrando que escapou de dois assaltos na agência bancária.

    Se no banco, o atendimento lhe garantia o salário do final do mês, no voluntariado pode se dizer que suas ações também trazem para ele, só que diariamente, "valores" que não tem preço. A recompensa é sempre em mão dupla. "Ajudando e sendo ajudado através das experiências dos outros".

    *Guilherme Oliveira é estudante de Comunicação Social da UFJF


    Dê sua opinião sobre esta matéria.
    Envie um e-mail para redacao@acessa.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.