Ladainha marca mais um protesto de professoresCarregando uma cruz, faixas pretas e organizados em duas filas, os educadores da rede estadual entoaram uma ladainha como forma de protesto

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
7/5/2010

Ato público

Professores da rede estadual de ensino realizaram, nesta sexta-feira, 7 de maio, mais um protesto. A categoria reivindica o cumprimento do piso salarial de R$ 1.312. Com uma cruz, onde estavam pregadas as principais dificuldades apontadas pela classe, marcação musical de um bumbo, faixas pretas expostas no corpo, os professores entoaram ladainha pelas ruas centrais de Juiz de Fora, denunciando a situação da educação.

"Havia uma expectativa com relação ao encontro realizado ontem [6 de maio], em Belo Horizonte. Mas, infelizmente, não tivemos qualquer tipo de avanço na negociação com o governo do Estado, uma vez que não fomos recebidos", destaca o diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Estado de Minas Gerais (Sind-UTE) e do Comitê de Greve, Eleandro Ferreira. A categoria aguarda resposta ao recurso apresentado contra a decisão tomada, na última terça-feira, 4, pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que considerou o movimento grevista ilegal.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.