Terça-feira, 22 de novembro de 2011, atualizada às 19h12

Professores estaduais decidem manter paralisação até quinta-feira

Aline Furtado
Repórter
Professores

Professores da rede estadual de ensino de Juiz de Fora paralisaram as atividades nesta terça-feira, 22 de novembro, seguindo movimento estadual. Durante assembleia realizada nesta tarde em Belo Horizonte, a categoria decidiu por manter a paralisação até quinta-feira, 24. Em Juiz de Fora, 50% dos trabalhadores aderiram à paralisação.

O movimento é uma forma de rejeição à proposta do governo Estadual, prevista em projeto de lei apresentado na última segunda-feira, 21, que visa estabelecer uma remuneração unificada para os profissionais da educação.

"Com isso, o governo acaba tornando o subsídio obrigatório para todos os servidores da educação e, desta forma, retirando o direito de cada um de adquirir novos biênios, quinquênios e demais gratificações", aponta a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Yara Aquino.

A intenção é manter a paralisação para que os trabalhadores possam acompanhar a discussão a respeito da proposta, que seria enviada à Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta tarde. "A votação foi adiada para esta quarta-feira [dia 23]. Com isso, deliberamos por dar prosseguimento à paralisação até a quinta-feira [24]. Queremos cobrar o que foi acordado anteriormente e não foi cumprido e, mais, acompanhar a discussão, a fim de convencer os deputados a rejeitarem a proposta."

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.