Artigo
Criatividade & Marketing
:::2/12/2002

“Somente as empresas que lutarem para ser as melhores e para superar as outras em lucratividade terão alguma possibilidade de ganhar num mundo em que todos buscam o mesmo” – Michael Hammer, em seu último livro”
(A Agenda” , Ed. Campus)

De acordo com a definição da AMA – American Marketing Association, "Marketing é a execução de atividades comerciais que dirigem o fluxo de produtos e serviços do produtor ao consumidor". Podemos deduzir que em marketing a estratégia e o foco são essenciais para o bom resultado da empresa.

Pensar em marketing é muito mais do que pensar só em vendas e de acordo com Theodore Levitt “ Marketing é conquistar e manter clientes”. Vamos mais longe ainda ao lembrar que Peter Drucker afirmou que “ Marketing é a empresa em seu conjunto, considerada do ponto de vista de seu resultado final, isto é, do ponto de vista do cliente

Convém lembrar que o marketing utiliza a emoção e a razão para atrair os clientes, ou seja o consumidor que deseja comprar algum produto/serviço a razão tem um peso muito maior na decisão de compra. No caso do comprador que pontua muito mais a imagem a emoção é fundamental na escolha do produto. Um grande grupo de consumidores se encontra entre os dois pólos e serão mais convencidos por vantagens e oportunidades que devem ser bem dosadas na mensagem de comunicação. As pessoas compram para satisfazer as suas necessidades básicas de acordo com Maslow. Quando o cliente vai à loja ele espera encontrar o produto que satisfaça a sua necessidade o que pode ser reforçado pela oferta de bom preço e qualidade (valor), bom atendimento e atenção (agradar ao cliente). Estes detalhes devem estar incorporados ao Plano Estratégico de Marketing e de forma diferenciada do que é feito pela concorrência – que com certeza também está preocupada em conquistar mercado. A competição sadia é favorável ao desenvolvimento do mercado e ao crescimento das empresas resultando em boas ofertas para os clientes. Conhecer bem a atuação da concorrência é providência inteligente do empresário que deve estar continuamente sendo exercitada como forma de manter a empresa viva e atuante no mercado altamente profissional e concorrido que impera em todos os segmentos.

A criatividade deve ser utilizada de forma inovadora e motivadora para atrair os clientes como saída para superar as dificuldades que surgem constantemente na vida do empresário. Grande parte dos clientes decidem a compra de forma casuística ou seja, um equilíbrio entre preço e qualidade esperada do produto. Quando são bem tratados pelos atendentes da loja onde realizaram a última compra existe uma grande probabilidade de lá voltarem para a nova compra. Algumas empresa investem em estoque bem equilibrado com variedade suficiente para atender as necessidades de seus clientes visando alcançar boas margens na comercialização (resultado financeiro satisfatório) e manter a sua imagem no mercado ( mantendo e conquistando clientes) além de um giro rápido de suas mercadorias no estoque como forma de fazer caixa com os produtos de maior saída. Atualmente, a “marca” é assunto muito discutido pelos especialistas de administração/estratégia/marketing pois, envolvem procedimentos éticos e de responsabilidade social do empresário e da empresa perante o mercado. Inúmeras empresas perderam credibilidade devido ao seu comportamento duvidoso conforme noticiário internacional, ao inflarem seus resultados financeiros objetivando maiores ganhos de seus executivos.

Concluindo: as empresas que obtiveram resultados excelentes nos últimos anos foram as que tiveram bons líderes, na cultura que produziram, na estratégia vitoriosa que projetaram e no uso adequado da tecnologia em suas atividades.

Que 2003 seja um ano de sucesso para você e sua empresa!


Clique aqui e mande sua pergunta,
esclareça sua dúvida com relação
aos assuntos de marketing com
o consultor Roberto Monti.

Roberto Monti é consultor de Marketing.
Co-autor do livro (IN)Fidelidade , Uma Questão de Qualidade
Clientes Sonham, Empresas Concretizam.
Editora Virgo - São Paulo, 09/2000


Conteúdo Recomendado