Atualizando a lista de séries imperdíveis, com vocês: Mare of Easttown

Com sete episódios, a produção apresenta uma história com elementos de suspense policial

por Rafael Cardoli - 10/06/2021

Atualizando a lista de séries imperdíveis da HBO, com vocês: Mare of Easttown

Uma detetive de uma pequena cidade decide investigar o assassinato de um cidadão local, enquanto tenta de tudo para não deixar que seus problemas pessoais façam sua vida desmoronar ao seu redor.

Mare of Easttown já compõe a lista de séries produzidas pela HBO que tem como destaque sua qualidade narrativa, seu esmero na produção e suas excelentes atuações.

Com sete episódios, a produção apresenta uma história com elementos de suspense policial, mas com o desenrolar da trama vemos que o drama acaba sendo um elemento presente do começo ao fim.

Kate Winslet com sua atuação consegue captar todo o desconforto e a resiliência de sua personagem. Provavelmente a atriz irá concorrer a prêmios pelo trabalho realizado aqui. Inclusive, a minissérie como um todo consegue se apresentar como um produto bem realizado em vários sentidos; como por exemplo, seu roteiro bem amarrado e fluído ao transitar entre o suspense policial e o drama, a ambientação com sua Easttown como um lugar frio e as diferentes camadas apresentadas em seus personagens secundários.

Em uma obra de ficção os personagens tendem a serem mais complexos e ricos quando esses tem uma profundidade narrativa. E isso Mare of Easttown faz quando apresenta o universo desses personagens secundários fora do olhar da protagonista. A própria protagonista possui um background narrativo bem interessante.

Mare, além de ter problemas familiares e no trabalho, ainda lida com o fato de ser uma figura importante na cidade. E a importância da mesma se dá pelo fato dela resolver problemas de pessoas da comunidade. Mare é de fato de Easttown e isso o próprio nome da produção já deixa claro, clareza que vamos construindo e compreendendo no decorrer dos episódios.

Como de costume, a HBO entrega uma produção madura e que deve agradar mais os fãs do gênero. A linha narrativa não chega a ser lenta mas trabalha com apuro ao apresentar as motivações, os arcos dramáticos e os problemas de demais personagens; tornando assim, a série coesa.

E tudo isso construído com intuito de levar o espectador ao clímax do show. E quando esse clímax chega; a carga dramática aumenta e entendemos o quão engenhoso um roteiro pode ser.

Destaque também para a atriz Jean Smart que faz um ótimo trabalho como a mãe da protagonista e ainda traz leveza e comicidade para o show.

Se você gostou de True Detective, Big Little Liars e Sharp Objects (todas da HBO) provavelmente irá apreciar Mare of Easttown.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.