• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Segunda-feira, 23 de maio de 2011, atualizada às 18h22

    Grupo juiz-forano é selecionado para Festival de Dança de Joinville, mas pode não participar do evento

    Clecius Campos
    Subeditor
    Foto do grupo

    O grupo de dança juiz-forano Street Dance Soul, do Instituto Jesus, foi um dos selecionados para a mostra Palcos Abertos do 29º Festival de Dança de Joinville. No entanto, as 40 crianças e adolescentes correm o risco de não participarem do evento, por falta de verba. O grupo seria o único a representar a cidade no festival.

    De acordo com o professor de dança Rodrigo Silveira, os dançarinos precisariam de cerca de R$ 20 mil para a viagem de oito dias. "São 40 meninos carentes de 12 a 15 anos. Somando o ônibus, a alimentação, a hospedagem, os figurinos e uniformes de inverno, o valor fica próximo de R$ 20 mil. Precisávamos mesmo de um patrocínio."

    O grupo teria até esta segunda-feira, 23 de maio, para confirmar a participação no evento. Silveira fez contato com a organização do festival, descrevendo a situação financeira, e acabou não confirmando a presença. "Conversei, dizendo que se houvesse alguma mudança, poderíamos ir. Caso contrário, não dá para participar. Não é a primeira vez que acontece algo assim. Já fomos selecionados para um festival internacional e as crianças ficaram muito tristes porque não tivemos condição de ir."

    Silveira afirma que chegou a pedir apoio financeiro à Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), mas foi informado, por carta, de que o órgão não teria verba para patrocinar a viagem. Caso consiga o dinheiro para viajar, o Street Dance Soul apresentará a coreografia Dark Circus. A dança foi enquadrada no gênero Danças Urbanas e na categoria sênior.

    O projeto no bairro de Lourdes existe há dois anos e já rendeu prêmios ao grupo. Segundo Silveira, o principal retorno da ação é a evolução das crianças no que se refere à disciplina. "As crianças que dançam são mais disciplinadas. Ter boas notas e estar afastado das coisas ruins é uma condição para entrar no grupo. Quer dançar? Tem que estudar, ir bem na escola. A dança traz esperança para essas crianças que, às vezes, enxergam a criminalidade da porta de casa."

    O festival

    O 29º Festival de Dança de Joinville ocorre entre os dias 20 e 30 de julho e é composto por quatro mostras, incluindo a competitiva. A mostra Palcos Abertos em espaços não-convencionais, como praças, hospitais e shopping centers na área central e nos bairros de Joinville. O objetivo é permitir aos moradores locais e visitantes, espetáculos gratuitos de qualidade. Nesta edição, 2.235 coreografias de 576 grupos foram inscritos. Ao todo, 299 grupos, com 718 coreografias serão apresentadas na mostra Palcos Abertos, sendo 33 coreografias de 22 grupos mineiros.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.