Quando é hora de recomeçar no relacionamento Para alguns casais, a segunda chance é a oportunidade
de viver um amor mais maduro

Fernanda Fernandes
Repórter
25/06/2008

"Não é porque da primeira vez não deu certo que vai dar tudo errado de novo", garante a vendedora Deborah Ribeiro Pichamoni (foto abaixo), de 28 anos. Ela diz que seu relacionamento com o programador Tiago Gouvêa, 27, vingou graças à segunda chance que ambos resolveram dar ao amor. E reafirma: "todo casal deve tentar novamente, desde que os dois estejam dispostos a fazer concessões".

Para Deborah, é preciso levar em conta o momento vivido por cada um, pois um relacionamento frustrado devido à imaturidade pode adquirir os ingredientes para o sucesso com o passar do tempo.

"Antes éramos muito novos, e nossas vontades eram muito diferentes. Começamos tudo de novo, como se fosse a primeira vez. Ele estava mais maduro e o sentimento voltou mais forte", diz a vendedora, que foi pedida em casamento na noite de Natal do ano passado.

A psicóloga Adriana Viscardi não descarta a possibilidade de dar certo, mas alerta para o risco de mascarar os problemas. "Não há regras ou aconselhamento direto que se possa fazer quando o assunto é relacionamento, mas é preciso cuidado quando há família, filhos ou outras questões envolvidas, porque o casal pode não ter coragem, não querer se dar conta de que realmente acabou."

Foto do casal Deborah e Tiago Adriana acredita que a segunda chance pode dar certo quando ambos ainda têm situações novas para experimentar. "Pelo menos a pessoa vai ficar tranqüila porque tentou, desde que não queira apenas fantasiar que está tudo bem", sustenta.

A separação freqüentemente é desgastante e, segundo a psicóloga, ambos têm que estar dispostos a superar esta fase. Foi o que aconteceu com uma jornalista que prefere não se identificar.

Para ela, a exposição da separação em sites de relacionamento na internet tornou o momento mais difícil. "Uma pessoa fez comentários sobre isso que foram mal interpretados. Foram seis meses de sofrimento, mas, graças à Deus, foi um pesadelo do qual acordamos".

A convivência por causa do filho de cinco anos ajudou na reaproximação do casal, que hoje vê a segunda chance como um novo casamento. "Há um momento em que só enxergamos o erro dos outros. Custei a ver que eu também errava, mas isso ficou para trás, e decidimos até mudar de apartamento para começar a nova vida", diz a jornalista.

Enquete
Você já deu uma segunda chance ao seu relacionamento?
       Sim, acredito que é importante
       Sim, mas me arrependi
       Não, não acho que exista segunda chance em uma relação
       Não, porque nunca precisei

   

ATENÇÃO: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de visitantes do Portal ACESSA.com

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...