Como fazer seu dinheiro render? Tudo depende da paciência e da vontade de arriscar


Priscila Magalhães
Repórter
05/10/2007

Diversificação. Esta é a dica do economista Guilherme Ventura para quem quer fazer o dinheiro render. "O ideal é a pessoa distribuir o valor do seu investimento entre renda fixa e renda variável".

A renda fixa é o investimento que rende juros, como fundos de investimento e caderneta de poupança. A renda variável é a aplicação em ações. O economista explica que o percentual investido em cada uma delas depende da disposição da pessoa ao risco. "No Brasil, a maioria dos investimentos está em torno de 90% para renda fixa e 10% para variável, mas isso não é regra".

A forma de investimento pode depender também da idade de uma pessoa. "Quanto mais nova, a tendência é que o investimento seja maior em renda variável. À medida em que a aposentadoria vai se aproximando, a forma de investir se torna mais segura e as pessoas apostam mais na renda fixa", explica.

Para pessoas que já aposentaram, a dica de Guilherme é seguir a tendência da maioria dos brasileiros. "O mais seguro é manter o investimento em renda fixa mais significativo e em renda variável, menor. Mas tudo depende do perfil de cada pessoa. Tem gente que gosta de arriscar".

Com pouco dinheiro

Notas e moedas Nos dias de hoje, ter muito dinheiro não é mais fundamental para investir em fundos de renda fixa ou variável. Com R$ 100 uma pessoa pode investir em fundos de ações e o retorno vai depender da performance de valorização das ações ao longo do tempo.

O economista diz que investir em fundos de ações ou em ações, requer acompanhamento. "É importante acompanhar o desenvolvimento da empresa, porque agora você também é sócio dela. Então, não abandone seu negócio. Mas este acompanhamento não deve ser feito todos os dias, porque se em um dia houver queda, pode ser que no outro tenha uma valorização maior. Dessa maneira, você não toma a decisão precipitada de vender. O investidor em ações deve ter paciência, disciplina e persistência", aconselha.

Quem possui uma quantia maior para investir, além de distribuir a aplicação em renda fixa e variável deve apostar também no mercado imobiliário. "A expectativa de valorização dos imóveis está muito grande no país. O ideal é dividir o valor do investimento destas três formas".

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.