Depilação: técnicas mais simples e indolores

24/11/98

Quantas vezes você deixou de ir ao clube ou perdeu um programa com os amigos simplesmente porque não tinha se depilado? Esse tormento faz parte do cotidiano das mulheres que buscam maneiras práticas para acabar com o problema. Entretanto, fique atenta. Segundo os especialistas, a gilete não é a melhor solução: além de irritar a pele, engrossa e aumenta o número de pelos. Mas não se preocupe; as técnicas de depilação são cada vez mais simples e indolores. Fátima é esteticista há 13 anos, trabalha na Clínica Plastic Center (Rua D. Viçoso, 20) e dá as dicas de como cuidar bem da pele e dos pelos.

A técnica mais moderna de depilação definitiva é o laser, um método indolor onde o pelo é eliminado totalmente em duas ou três seções no período de 20 a 30 dias. Pode ser aplicada em qualquer parte do corpo, desde que o pelo seja escuro. Essa depilação tem um custo alto que varia entre R$200 e R$300 por sessão, e só está disponível em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba.

Mas não se desespere; há outras opções. Uma delas é a técnica de depilação definitiva, conhecida como, eletrólise ou eletrocoagulação. Através de agulha ou pinça elétrica os pelos são eliminados, sem qualquer problema ou irritação, no prazo de um ano, com sessões de 15 em 15 dias. O aparelho também pode ser usado no método de corrente galvânica. Além de ser um processo dolorido, qualquer falha pode queimar a pele deixando cicatriz e lesões no paciente, por isso, requer maior técnica do profissional. A eletrólise tem preço mais acessível: R$45 por uma seção de uma hora

Outra maneira mais comum e mais saudável de eliminação, não definitiva, dos pelos é a cera quente feita de algas, que elimina o pelo pela raiz, não irrita a pele e a mantém limpa por 15 dias. Mas cuidado: reaproveitar a cera é muito perigoso, pois o pelo de cada pessoa possui um germe que se prolifera no calor, podendo causar infecções em outros pacientes

A cera fria, também muito usada, é mais traumatizante e mais dolorida, e não é aconselhável para quem tem tendência a micro varizes. Tem o período de 15 dias de duração. Após a depilação, Fátima aconselha o uso de um hidratante, desde que não contenha ácidos (retinóico, glicólico) ou soluções alcóolicas. Em caso de inflamação, o melhor é procurar um dermatologista se não melhorar em até 3 dias.

Colaboração: Juliana Millen,
estudante do quinto período
da Faculdade de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.