TV Panorama investe na região

Repórter Luciana Mendonça
05/11/98

No ar há pouco mais de duas semanas, a TV Panorama (Rua Ewbanck da Câmara, 46; Manoel Honório), afiliada da Rede Globo em Juiz de Fora, já altera a rotina das cidades da região, com a presença constante das equipes de reportagem nos eventos de destaque. Esta é a constatação do diretor executivo da emissora, Luiz Ricardo Queiróz. A empresa investe na regionalização. O espaço destinado ao jornalismo foi ampliado de 16 para 40 minutos diários e são divulgadas informações não somente de Juiz de Fora, mas de 128 municípios da Zona da Mata e Vertentes, atingindo um público de 1 milhão e 700 mil telespectadores. Uma unidade foi criada em Barbacena, com equipes de reportagem, comercial e aparelhagem próprios, para a cobertura de 43 cidades.


Luiz Ricardo Queiróz

O novo modelo de programação da Rede Globo para as emissoras afiliadas faz parte do “Projeto Regional do Futuro” e está sendo implantado simultaneamente em Sorocaba, Bauru, São José dos Campos e São José do Rio Preto. O objetivo é ressaltar o que a região produz, através de programas, campanhas institucionais, prestação de serviços e desenvolvimento e apoio a eventos comunitários. Para isso a equipe de trabalho foi ampliada para 106 profissionais e novos equipamentos foram adquiridos.

Além do MG TV primeira e segunda edição, a TV exibe o Panorama Cidade, o Nossas Cidades, com inserções de um minuto, e o Panorama Serviços, com duração de 45 segundos. O projeto “Nossas Cidades”, que mostra a história de cada município, destacando os aspectos econômicos, culturais, turísticos, entre outros, é o primeiro de uma série de ações que estão definidas. A emissora está trabalhando na produção de uma revista de variedades, que será exibida aos sábados, com aproximadamente 45 minutos de duração, sobre cultura, arte e esporte.

As novas tecnologias

A TV Panorama está testando o novo sistema, que vai utilizar links digitais, aumentando a potência dos transmissores. Toda a grade de programação comercial irá ao ar com maior rapidez através da implementação do Centro de Exibição (Spotware), um servidor de vídeo não linear e digital que permite a exibição em ordem pré-estabelecida.

Segundo Luiz Ricardo, a nova máquina permite maior confiabilidade e qualidade, já que a fita com a inserção comercial fica gravada na memória do computador. Até agora, a cada vez que uma propaganda ia ao ar, era necessário rodar a fita de vídeo, que acabava se desgastando. Uma nova estação gráfica, central técnica e telesupervisão de rota vão entrar em operação e mais duas ilhas de edição estão sendo montadas.

O diretor executivo anuncia para breve a inclusão do SAP no sistema regional, que permitirá à repetidora transmitir filmes na linguagem original para aqueles que possuem a tecla em seu aparelho televisor. O dispositivo Close Caption, que permite a deficientes auditivos a visualização de legendas no monitor de TV, já está em funcionamento nos noticiários. Basta que o aparelho de TV do telespectador tenha o suporte.

A criação de uma home-page interativa, com transmissão da programação em imagem e som, está sendo estudada pela emissora e poderá ser mais uma das novidades apresentadas a telespectadores e internautas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.