Minadeouro.com.br

Quando a moda é ganhar dinheiro
na Internet!

Emilene Campos
01/05/2000

Abrir uma loja virtual e viver dos lucros do ciberespaço. Até que não é má idéia, mas a história é um pouco diferente. Há alguns meses, quando a mídia impressa e televisiva revelou o perfil dos milionários da Internet, muita gente achou que poderia ficar rico ao investir na Grande Rede. Em Juiz de Fora não foi diferente. “Várias pessoas têm nos procurado com a idéia de ‘abrir um negócio na Internet’”, relata Cláudia Martins, que é contato comercial do provedor Artnet. Segundo ela, a maioria não revela detalhes sobre os projetos, mas querem orientações de como montar uma loja e especulam o valor de tal empreedimento.

É o caso de programador Paulo Ravaiano (foto) que pretende montar uma papelaria virtual. A idéia ainda não está completamente estruturada, mas a intenção é desenvolver a página em parceria com três papelarias da cidade. Para facilitar a compra online, Ravaiano pretende lançar mão de recursos de programação. A princípio, será lançado um site simples, no qual o internauta vai solicitar o orçamento do material e a resposta estará na sua caixa postal dentro de 24 horas.

Depois de confirmar a compra, o cliente receberá a mercadoria no conforto de sua casa. A novidade, segundo ele, vai facilitar a vida de pais e alunos, principalmente, no início do ano letivo, quando a lista de material escolar é sinônimo de dor de cabeça. Ele não sabe ainda quanto poderá lucrar com o site, mas defende o crescimento do comércio eletrônico. “Entrando agora, temos maior chance de sermos bem sucedidos”, argumenta.

Ravaiano optou por mercadorias, mas há quem aposte na venda de publicidade e de conteúdo na Net, segundo Claúdia Martins. O funcionário público Paulo Fernandes Gonçalves de Souza (foto) faz parte deste grupo. Souza pretende comercializar algo que é sucesso garantido na web: fotos e vídeos de sexo.

A montagem do site começou a partir de um hobby e hoje ele acredita que pode ganhar dinheiro, vendendo espaço para propagandas na página e cobrando por áreas de acesso restrito. Para oferecer diferencial e atrair visitantes, vai disponibilizar cenas de sexo ao vivo, além de fotos e vídeos exclusivos produzidos com modelos de Juiz de Fora. A página já está quase toda montada, mas, por conta de ajustes, entrará no ar dentro de dois meses.

O consultor técnico Paulo Ney Candeia (foto) também aposta na venda de publicidade. O site idealizado por ele entra no ar no próximo mês e promete ser de grande utilidade aos proprietários de carros. Através do Revisacar, as pessoas poderão agendar vários serviços de mecânica. “Neste ramo, o maior problema é atender ao cliente no momento em que ele quer”, explica Candeia. Depois que a página estiver no ar, ele vai firmar contrato com empresas do setor automotivo para veiculação de publicidade. Até o momento, ele investiu R$300 e não faz a menor idéia de quanto vai lucrar. “Não tenho a intenção de ficar rico, mas quero fazer o que eu gosto no mercado virtual”, comemora.

Mas conseguir anunciantes não é tarefa das mais fáceis. “O grande desafio é mostrar a eles o quanto é dificil vender espaço publicitário na grande rede”, argumenta Cláudia. E vai além: “as pessoas que estão ganhando dinheiro na rede vêm consolidando seus projetos ao longo destes anos. Alguns até tiveram idéias originais, mas estão persistindo e se aperfeiçoando para conquistar um espaço na Grande Rede”, argumenta.

LEIA TAMBÉM

O que você precisa antes de montar sua loja virtual
Quanto custa montar uma loja virtual
Sucesso não cai do céu

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.