MATÉRIA DE ARQUIVO

Viviany Anderson - corredora por natureza

30/09/98

Nem o início tardio, nem a dificuldade em conseguir apoio em Minas Gerais desanimaram a atleta de 29 anos. A juizforana Viviany Anderson vive correndo em busca de vitórias. Com tanto treino e disciplina, só sobrou tempo para entrevista durante uma série de alongamentos no Campus da Universidade Federal de Juiz de Fora.

A história de Viviany Anderson de Oliveira começa em 1969, na cidade de Juiz de Fora. Aos três anos de idade, muda-se para São João Del Rey, onde vive até os 17. Retornando à Juiz de Fora, começa a se interessar pelo atletismo e é incentivada por amigos a participar de competições.

Sua estréia acontece em 1987, na Meia-Maratona da Rede Ferroviária. No ano seguinte, passa a integrar o Ranking de Corridas Rústicas de Juiz de Fora. Na ocasião, o professor da Faculdade de Educação Física, Jeferson Viana, nota seu desempenho e a convida para treinar na Equipe de Corredores da Paraibuna de Metais.

Mas só em 1991 torna-se atleta e investe mais em sua carreira. Sempre incentivada pelos amigos, participou de inúmeras competições, nacionais e internacionais. Veja algumas de suas conquistas:

Vitórias

  • Bicampeonato na Maratona de São Paulo (97 e 98)
  • Campeã Brasileira dos 5 mil metros do Troféu Brasil de Atletismo de 98
  • Campeã da Maratona do Rio de Janeiro em 98

Bons Resultados

  • 5º lugar na Corrida de São Silvestre - 2ª brasileira - 96
  • 4º lugar na Corrida de São Silvestre - 1ª brasileira- 97
  • 2º lugar na Maratona de São Paulo - 96
  • 8º lugar na Maratona de Berlim em 97, com o tempo de 2h 31'39'', índice para Olimpíada. Esse ano se conseguir um resultado semelhante estará classificada para as Olimpíadas de Sidney na Austrália.

Durante o ano, Viviany participa, em média, de 15 competições. Dentre as provas mais difíceis destaca a Corrida de São Silvestre. "Por ser no último dia do ano, o atleta já está muito cansado", justifica. Além disso, a exigência é maior, porque trata-se de uma das provas mais importantes do Brasil. Além do percurso ser complicado, com vários túneis, é uma prova internacional ao vivo. Nesse caso, a cobrança do patrocinador é redobrada e a responsabilidade é ainda maior.

Atualmente, Viviany Anderson está sendo patrocinada pela Unimed e sua carreira, segundo ela, deu uma arrancada. A atleta conta que, no início, não foi difícil conseguir patrocínio, pois, na modalidade feminina, o número de concorrentes é menor. Contraditoriamente, no momento em que começou a conquistar grandes provas tornou-se muito difícil conseguir, na cidade, uma empresa que cobrisse todas as suas despesas. Durante um bom tempo, seus patrocinadores eram, inclusive, de outros estados.

Sua próxima competição é a maratona de Nova York que acontece no dia 2 de novembro. Para se preparar, Viviany intensificou os treinamentos e passou a correr 30km diários. Uma equipe de quatro profissionais, formada por um psicólogo, um massagista, um nutricionista e uma secretária, cuidam de todos os detalhes e exigem disciplina.

No campus da UFJF, Viviany faz seu treinamento diariamente, alternando a natação e os alongamentos com as corridas. Os cuidados com a alimentação são rigorosos: nada de carne vermelha e açúcar. Na semana que antecede a uma competição, ela segue um cardápio especial à base de verduras, legumes, frutas e carboidratos.

Para o futuro, a corredora pensa na estruturação de uma escola de atletismo em Juiz de Fora. O primeiro passo já está sendo dado: a atleta treina seis crianças na treinar bem cedo.

Colaboração: Emilene Campos,
estudante do 7º período
da Faculdade de Comunicação da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.