• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Espaço amplo e limpo é tendência para jardins Arquiteta fornece dicas à internauta para delimitar a jardineira, evitando o acesso do cachorro e permitindo uma visão melhor das plantas e das flores

    Marinella Souza
    *Colaboração
    22/07/2008

    A enfermeira Dalva Martins Ferreira é uma sortuda. Ela mora no centro de Juiz de Fora, em um apartamento de fundos, no 5º andar, mas tem uma área privilegiada, que lhe permite ter um quintal.

    Apaixonada por flores, dona de um cachorro que vive se sujando, Dalva ficou confusa quanto ao que fazer nessa área e pediu ajuda da equipe do portal ACESSA.com para ajudá-la na tarefa de reorganizar o seu espaço.

    Para solucionar o problema do cachorro, a dica da arquiteta Raquel Fraga é que Dalva plante pêlo de urso, uma vegetação rasteira, que não precisa de sol para crescer. "Essa planta tem uns 20 centímetros de altura e não tem contato com a terra, é muito boa para esses casos". Além disso, é preciso delimitar a jardineira e ter plantas mais altas como uma palmeira para que o cachorro não consiga entrar.

    Dalva comenta que quer renovar as plantas que tem em seu jardim. "As plantas estão antigas, não dão frutos direito, quero trocá-las". Raquel explica que atualmente a tendência dos jardins de hoje são os europeus ou os tropicais.

    "Os europeus abrigam flores mais discretas, como ela gosta muito de flores, aconselho os jardins tropicais. O ideal para ela plantar são os lírios e os antúrios, que são flores bonitas, em várias cores e de fácil manutenção".

    Foto do jardim de Dalva Ferreira Foto do jardim de Dalva Ferreira Foto do home theater

    Mas se Dalva estiver disposta a ter um pouquinho mais de trabalho existem opções como a bela-emília, que forma uma cerca e precisa podar. Raquel destaca ainda, a azulzinha, que é uma flor bonita, mas que demora a crescer.

    Para delimitar a jardineira, evitando o acesso do cachorro e permitindo uma visão melhor das plantas e das flores, Raquel aconselha que Dalva faça muretas de, no mínimo 20 centímetros, com materiais rústicos como filetes de São Tomé ou pedra portuguesa. Por se tratar de um prédio, a arquiteta ressalta a importância da impermeabilização da jardineira, para evitar problemas futuros.

    A enfermeira deseja nivelar o terreno, mas a arquiteta desaconselha. "Hoje não se usa mais fazer um terreno no mesmo nível, o ideal é que ela faça uma edícula na parte debaixo, para servir de área de lazer. Assim, evita que a sujeira e o barulho atrapalhem o andamento da casa", orienta. É nessa edícula que Dalva vai colocar a churrasqueira e o fogão à lenha que tanto deseja.

    Foto do jardim de Dalva Ferreira Foto do jardim de Dalva Ferreira Foto do jardim de Dalva Ferreira

    Mexer na laje seria um custo muito alto e desnecessário, segundo Raquel. "Mantendo como está, ela pode criar espaços diversos e mais aconchegantes. Para tirar um pouco o desnível, ela pode fazer deques de madeira em cima e embaixo para deixar a área de lazer mais espaçosa".

    Essas dicas vão deixar o quintal de Dalva bem do jeito que ela queria "espaçoso e bonito". Além disso, vai ficar moderno, porque, segundo Raquel, ter plantas rasteiras e outras muito altas, cria um ambiente o mais amplo e clean possível. "Hoje não se usa mais arranjos de flores muito avantajados. O ideal é ter um ambiente mais limpo", ensina.

    *Marinella Souza é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.