Terça-feira, dia 11 de dezembro de 2007, atualizada às 09h22

Gettran divulga horários extras de ônibus para atender a demanda durante as compras de Natal. Sábado e domingo horários vão ser ampliados


Renata Solano
*Colaboração

Seja a pé, de ônibus ou mesmo de carro, é impossível não ser vítima do congestionamento durante o período do natal e ano novo nas ruas de centro da cidade. O reflexo desse aumento de veículos e pessoas é sentido para os que fazem suas compras de presentes ou de alimentos para a ceia durante o período. Segundo a assessoria da Gestão do Transporte e Trânsito (Gettran-JF), o fluxo de veículos atinge cerca de 10% se comparado ao fluxo de um dia normal.

Para aqueles que utilizam o transporte coletivo, com o aumento da demanda, a Gettran disponibiliza, nos horários considerados de pico, ônibus extras. Nos finais de semana, quando o número de veículos era reduzido, vai ser mantido mais um ônibus extra.

Segundo informações da Gettran, os horários vão ser os seguintes:

  • Sábado: ônibus extra no período de 9h às 19h
  • Domingo: ônibus extra entre 12h e 19h
E, os veículos adaptados que eram retirados nos finais de semana, vão permanecer funcionando.

Para o presidente do Sindicomércio, Emerson Beloti, o aumento de pessoas nas ruas da cidade se dá, principalmente, por causa da campanha feita nas mídias, orientando que os consumidores que façam suas pesquisas e compras com mais antecedência.

"A campanha teve início no sábado, dia 08 de dezembro quando o comércio já funcionou em horário especial e, nessa mesma data, já tivemos um número considerável de pessoas nas ruas da cidade fazendo suas pesquisas de preço e iniciando suas compras. A expectativa é de que o comércio esse ano venda entre 18% e 20% a mais do que no último ano", diz Emerson.

Emerson esclarece, ainda, que 52% dos consumidores têm a intenção de compra voltada para os seguintes seguimentos: brinquedos, eletroeletrônicos, vestuário, calçados, perfumaria. "Os outros 48% procuram por produtos como cama, mesa e banho, eletrodomésticos e outros objetos que também vendem bastante nessa época", afirma.

Portanto, o aumento do número de pessoas e veículos nas ruas do centro da cidade estão relacionados ao movimento no comércio. "As pessoas estão antecipando sua procura pelos produtos e, dessa forma, vêm mais cedo para as ruas fazer suas compras", comenta Emerson.

*Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.