• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade

    Funcionários da Cesama protestam por melhores condições salariais

    Diretoria da Companhia ofereceu reajuste de 11,07%, mas para início de junho, sendo que a data base da categoria é em março

    Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
    7/04/2016

    foto

    Cerca de 250 funcionários da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) caminharam em protesto pela avenida Rio Branco até a sede da companhia na manhã desta quinta-feira, 7 de abril, com faixas, cartazes, apitos, alto-falantes e carro de som, pedindo melhores condições salariais e de benefícios. Os trabalhadores chegaram a passar pela Câmara Municipal, no Parque Halfeld, pedindo apoio aos vereadores e seguiram até a empresa para uma reunião com a diretoria da Cesama.

    Segundo o presidente do SINAGUA-JF (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Água de Juiz de Fora), Edinaldo Sidclei Ladeira Ramos, a categoria pede a Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) e mais 8% de ganho real, além de reajustes no valor do ticket alimentação e na cesta básica. A proposta de reajuste salarial apresentada pela diretoria é de 11,07%, mas somente para início de junho. "Não podemos aceitar isso. Nossa data base é 1° de março. A Cesama conseguiu junto a Arsae-MG 18,56% de reajuste nas contas de água e somado aos 10,12%, de acréscimo do último ano que foi mantido, o aumento da taxa chega a 28,6%", explica. O acréscimo nas tarifas de água passou a valer a partir de 1° de abril.

    Outros questionamentos do sindicato são as dificuldades de pagamento e a defasagem do salário dos trabalhadores de Juiz de Fora, comparado com cidades de menor porte. "Queremos melhorar este índice de reajuste. Os trabalhadores de São Lourenço, que é bem menor que aqui, recebem mas que nós. Tem muita coisa errada na companhia que deve ser revisto", completa o presidente do Sinágua-JF.

    A assessoria de comunicação informou que parte da comissão de negociação salarial da Cesama recebeu representantes do sindicato após a Assembleia Geral que aconteceu na manhã desta quinta-feira, 7. Na conversa, ficou acordado que o sindicato apresentará contraproposta ainda hoje, às 14h.

    "Como resultado da última reunião entre a Comissão e o Sindicato, a Cesama apresentou proposta de reajuste de 11,07% a partir de junho, sendo que o retroativo aos meses de março, abril e maio seria pago em dezembro deste ano, caso o faturamento da empresa seja superior ao previsto pela agência que, atualmente, regula a Cesama - Arsae-MG. O reajuste dos benefícios (tíquetes, cesta básica, entre outros) será pago com efeito retroativo a março".

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.