Quinta-feira, 21 de setembro de 2017, atualizada às 15h24

Polícia Civil inicia força-tarefa ProtejÁ no Residencial Miguel Marinho na Zona Norte

Da redação

Na manhã desta quinta-feira, 21 de setembro, a Polícia Civil iniciou, em Juiz de Fora, a primeira etapa dos trabalhos da força-tarefa “ProteJÁ”, organizada pela 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora (1ª DRPC), com a finalidade de atuar no combate à criminalidade junto aos condomínios residenciais do Minha Casa, Minha Vida. O primeiro condomínio visitado foi o Residencial Miguel Marinho, na Zona Norte.

Participaram dessa fase, policiais civis da 1ª DRPC, acompanhados da delegada Regional de Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro Oliveira, e da delegada que vai coordenar os trabalhos, Sheila Oliveira. O grupo tem a finalidade de atuar diretamente nas unidades habitacionais para minimizar a violência nessas áreas.

Segundo a delegada Sheila Oliveira, os policiais civis realizarão a panfletagem nos 15 residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida, faixa 1. O objetivo dessa iniciativa é mostrar aos moradores a importância da denúncia anônima de crimes, para que estes sejam investigados e os responsáveis punidos.

A delegada ainda destacou a importância desse trabalho. “Vamos atuar nas duas frentes, que são trabalho de prevenção e, depois, valendo-se da denúncia, da colaboração das pessoas, vamos atuar na repressão”, ressaltou, complementando que essa presença da Polícia Civil nas comunidades vai se estender, em curto prazo, para todos os demais condomínios da cidade.

Como divulgado durante coletiva de imprensa no início da semana, a Polícia Civil está recebendo denúncias anônimas pelo telefone 197. Após a coleta das informações, inquéritos poderão ser instaurados a fim de identificar e prender autores de crimes, foragidos da justiça, e apreender menores infratores ou materiais.

Com informações da Polícia Civil

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.