• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Terça-feira, 12 de março de 2019, atualizada às 13h50

    MP apura fraudes em contratações de serviços de shows na Zona da Mata

    Da redação

    O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Polícia Militar e a Polícia Civil deflagraram na manhã desta terça-feira, 12 de março, a operação Arlequim, que apura crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção, peculato, cartel e fraudes a licitação em municípios da Zona da Mata mineira.

    As investigações realizadas até o momento demonstram que os investigados são suspeitos de utilizarem diversas práticas criminosas para concretizar o domínio de mercado do ramo de serviços para shows em municípios mineiros, se valendo de ajustes e alianças ilegais para o controle regionalizado do mercado. De forma concomitante, praticam fraudes a licitação e obtém contratos com valores superfaturados, gerando grande prejuízo aos cofres municipais.

    As provas indicam que o proveito do crime é ocultado e dissimulado por meio da criação de empresas que fazem a movimentação ilegal dos recursos, repassando-os, inclusive, a agentes públicos por meio de interpostas pessoas.

    Com base nas provas coletadas, a 1ª Vara Criminal de Ponte Nova, atendendo a pedido do MPMG, determinou a expedição de oito mandados de prisão e 21 mandados de busca e apreensão, a serem cumpridos nas comarcas de Ponte Nova, Teixeiras, Viçosa e Jequeri. Também foi determinada a indisponibilidade de bens dos investigados e de suas empresas, no valor de R$ 5 milhões.

    O nome da operação é uma alusão à denominação de uma das empresas envolvidas, além de ter relação com as festividades carnavalescas, área de atuação dos investigados.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.