Quarta-feira, 6 de maio de 2020, atualizada às 18h17

Polícia Civil apura homicídio consumado no bairro Jardim de Alá

Da redação

A Polícia Civil apurou o homicídio consumado que vitimou uma mulher, de 41 anos, no dia 27 de abril, em Juiz de Fora. A vítima foi morta a facadas, no bairro Jardim de Alá. Após investigações, uma pessoa foi ouvida e confessou ter praticado o crime. De acordo com o delegado Rodrigo Rolli, o mandado de prisão temporária está sendo cumprido, nesta quarta-feira, 6 de maio, pela equipe da Delegacia Especializada de Homicídios.

Conforme informações do inspetor Anderson Salvador, durante oitiva, ela não chegou a esclarecer informações em relação a uma segunda autoria, mas apurações indicam que o homicídio teria sido praticado com a participação de outro indivíduo, que está sendo apurada. A motivação do crime estaria ligada a desavenças, inclusive, a prejuízos gerados à suspeita, uma vez que a vítima teria se passado por uma falsa advogada.

A autoridade policial também destacou a complexidade da investigação, ressaltando que a equipe de policiais civis realizou diligências ininterruptas, inclusive aos finais de semana, para apurar os fatos em menos de oito dias. “Foi um crime de difícil elucidação, sem elementos que indicassem a autoria”, disse, destacando que, após intensas investigações, foi possível desvendar o homicídio.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.