• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Músico inédito no Brasil inspira Orquestra Barroca em CDOrquestra Barroca do 21º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga grava quatro peças do austríaco Georg Muffat    

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração
    13/7/2010

    Na próxima segunda-feira, 19 de julho, a Orquestra Barroca, formada no 21º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, realiza o concerto com seis obras que serão as faixas do CD gravado em promoção ao festival, realizado anualmente, no mês de julho, em Juiz de Fora. A apresentação acontece às 20h30, no Cine-Theatro Central. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados na galeria do Pró-Música no dia da apresentação, a partir das 8h.

    Este é o 11º trabalho realizado pela orquestra, formada exclusivamente para a o festival, com integrantes do Brasil e de outros países, como Estados Unidos, Itália, Argentina e Irlanda. Segundo o regente da orquestra, o violinista barroco Luis Otávio Santos, o diferencial para este ano é a apresentação de quatro obras de um compositor austríaco inédito no Brasil. "O CD é a consolidação do nosso trabalho. Os ensaios estão indo bem, da mesma forma que a gravação. O estilo é o barroco e como diferencial vamos gravar as obras de Georg Muffat, um compositor inédito no país", explica.

    Além de Muffat, a orquestra também apresenta uma obra do organista e compositor alemão J.S.Bach e outra do compositor mineiro Emerico Lobo de Mesquita. Os ensaios para o CD se encerram nesta terça, dia 13, para que o grupo comece as gravações na próxima quarta, 14, no próprio Teatro do Pró-Música. Além do violino barroco de Santoseste e de mais nove violinistas, o público também irá desfrutar de violas barrocas, cellos barrocos, contrabaixo, cravo, oboés barrocos, fagote barroco, traverso, trompetes naturais e tímpanos. Ao todo, 31 músicos compõem a orquestra.

    Para o violinista há 25 anos e barroco há sete, André Cavazotto, a sensação de tocar na orquestra é maravilhosa e, para a apresentação da próxima segunda-feira, ele aposta na identificação do público com a obra de Bach. "É a sétima vez que toco na orquestra e a experiência artística é excelente. Este contato serve como apoio para todo o ano. Durante a apresentação da peça de Bach, o público corresponde. Esperamos que Muffat cause uma grande surpresa", aponta Cavazotto, que revelou também não conhecer o compositor inédito antes da orquestra.

    Além da apresentação local, a orquestra recebeu um convite para uma turnê em 2011 na Bélgica.

    Orquestra Barroca Orquestra Barroca
    Inscrições para o festival

    As inscrições para os cursos do 21º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga ainda estão abertas. O evento ocorre no período de 17 a 31 de julho. As inscrições podem ser feitas até a véspera do início do evento, respeitando a disponibilidade de vagas de cada curso. A taxa é de R$ 120. As apresentações serão gratuitas e, quando em locais fechados, os convites serão distribuídos na portaria do Pró-Música. 

    O festival oferece programação cultural diversificada e os 34 cursos irão abranger 700 alunos de Juiz de Fora e região, nas áreas de cordas, sopros, orquestras, vozes e didática da musicalização. Quarenta e cinco professores brasileiros e estrangeiros serão os mestres nas aulas.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 10º período de Comunicação Social da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.