Sexta-feira, 13 de maio de 2011, atualizada às 19h04

Imóvel localizado na rua Marechal tem proposta de tombamento

Jorge Júnior
Repórter
tombamento

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac) comunicou, nesta sexta-feira, 13 de maio, por meio da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), que tramita a proposta de tombamento do imóvel situado na rua Marechal Deodoro, 833, esquina com a Gilberto de Alencar, 20/26, no antigo Largo de São Sebastião, Centro.

Os responsáveis pelo imóvel, sendo proprietários, ou herdeiros, ou sucessores ou, ainda, quaisquer outras pessoas com vínculo familiar ou não, tem o prazo de 30 dias para impugnar a proposta de tombamento, referente ao imóvel.

De acordo com o conselheiro do Comppac, Marcos Olender, a casa representa a época de um movimento urbano. "É uma obra da década de 1920, com uma arquitetura Neocolonial Hispânico." Olender afirma que o casarão tem uma grande importância para a cidade. "O imóvel possui excelência na composição."

Segundo o diretor de Divisão de Patrimônio Cultural (Dipac) da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), Paulo Gawryszewski, o órgão vai analisar a proposta do tombamento, por meio de um levantamento a respeito das informações jurídicas dos proprietários e herdeiros e de seu valor arquitetônico. Após essa analise, o órgão vai aguardar a manifestação da família. Gawryszewski explica que não há prazo para a aprovação do tombamento.

tombamento tombamento
Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.