Quinta-feira, 16 de maio de 2013, atualizada às 16h30

Juiz de Fora sedia o I Seminário de Inclusão Social e Cidadania nesta sexta-feira

Da Redação
seminário

A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF (Intecoop), em parceria com o site Viverjf.com, promove, nesta sexta-feira, 17 de maio, o primeiro Seminário de Inclusão Social e Cidadania de Juiz de Fora. O evento, com entrada gratuita, acontece de 13h às 18h30, no Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), que fica na rua Benjamin Constant, 790, Centro. O objetivo do evento, destinado a profissionais do Terceiro Setor, estudantes e pessoas interessadas em geral, é contribuir na discussão destes temas, através de palestras e a exibição do filme "Colegas".

A programação será divida em três painéis, focadas nos aspectos de transformação da sociedade no século XXI. Quem abre o ciclo de palestras é a jornalista Daniela Arbex, vencedora do prêmio Esse de Jornalismo, falando da reportagem que lhe deu o prêmio: "Holocausto Brasileiro". Em seguida, Thaís Altomar, Assessora do Núcleo de Atendimento Especial à Pessoa com Deficiência (Naepd), da
Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Juiz de Fora ministra a palestra "Pessoa com Deficiência". Fechando este primeiro ciclo, o professor Petrônio Barros, presidente da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF, discorre sobre a própria Intecoop.

No segundo painel, previsto para ocorrer entre 15h e 16h30, haverá mais três palestras. Raquell Guimarães, estilista e criadora do projeto Flor de Lótus faz um estudo de caso sobre a grife, conhecida como a "A Grife do Presídio". Em seguida, é a vez de a advogada Arine Caçador Martins, do Centro de Prevenção à Criminalidade de Juiz de Fora, ministrar a palestra "Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional e Pessoas em cumprimento de Pena/Medida
Alternativa". Por fim, Adenilde Petrina, líder de Movimento Social e da Rádio Comunitária Santa Cândida, fala sobre "A Mulher Negra, a Periferia, a Rádio Comunitária e o Movimento Social."

No último ciclo, dedicado aos portadores da Síndrome de Down, haverá a exibição do filme Colegas (2012), ganhador do Kikito de melhor filme do Festival de Gramado. Estarão presentes a diretora de comunicação do filme, Aleksandra Zakartchou, e os atores Breno Viola, Ariel Goldenberg e Rita Pokk.


-
Quinta-feira, 16 de maio de 2013, atualizada às 16h30

Juiz de Fora sedia o I Seminário de Inclusão Social e Cidadania nesta sexta-feira

Da Redação
seminário

A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF (Intecoop), em parceria com o site Viverjf.com, promove, nesta sexta-feira, 17 de maio, o primeiro Seminário de Inclusão Social e Cidadania de Juiz de Fora. O evento, com entrada gratuita, acontece de 13h às 18h30, no Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), que fica na rua Benjamin Constant, 790, Centro. O objetivo do evento, destinado a profissionais do Terceiro Setor, estudantes e pessoas interessadas em geral, é contribuir na discussão destes temas, através de palestras e a exibição do filme "Colegas".

A programação será divida em três painéis, focadas nos aspectos de transformação da sociedade no século XXI. Quem abre o ciclo de palestras é a jornalista Daniela Arbex, vencedora do prêmio Esse de Jornalismo, falando da reportagem que lhe deu o prêmio: "Holocausto Brasileiro". Em seguida, Thaís Altomar, Assessora do Núcleo de Atendimento Especial à Pessoa com Deficiência (Naepd), da
Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Juiz de Fora ministra a palestra "Pessoa com Deficiência". Fechando este primeiro ciclo, o professor Petrônio Barros, presidente da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF, discorre sobre a própria Intecoop.

No segundo painel, previsto para ocorrer entre 15h e 16h30, haverá mais três palestras. Raquell Guimarães, estilista e criadora do projeto Flor de Lótus faz um estudo de caso sobre a grife, conhecida como a "A Grife do Presídio". Em seguida, é a vez de a advogada Arine Caçador Martins, do Centro de Prevenção à Criminalidade de Juiz de Fora, ministrar a palestra "Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional e Pessoas em cumprimento de Pena/Medida
Alternativa". Por fim, Adenilde Petrina, líder de Movimento Social e da Rádio Comunitária Santa Cândida, fala sobre "A Mulher Negra, a Periferia, a Rádio Comunitária e o Movimento Social."

No último ciclo, dedicado aos portadores da Síndrome de Down, haverá a exibição do filme Colegas (2012), ganhador do Kikito de melhor filme do Festival de Gramado. Estarão presentes a diretora de comunicação do filme, Aleksandra Zakartchou, e os atores Breno Viola, Ariel Goldenberg e Rita Pokk.


Quinta-feira, 16 de maio de 2013, atualizada às 16h30

Juiz de Fora sedia o I Seminário de Inclusão Social e Cidadania nesta sexta-feira

Da Redação
seminário

A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF (Intecoop), em parceria com o site Viverjf.com, promove, nesta sexta-feira, 17 de maio, o primeiro Seminário de Inclusão Social e Cidadania de Juiz de Fora. O evento, com entrada gratuita, acontece de 13h às 18h30, no Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), que fica na rua Benjamin Constant, 790, Centro. O objetivo do evento, destinado a profissionais do Terceiro Setor, estudantes e pessoas interessadas em geral, é contribuir na discussão destes temas, através de palestras e a exibição do filme "Colegas".

A programação será divida em três painéis, focadas nos aspectos de transformação da sociedade no século XXI. Quem abre o ciclo de palestras é a jornalista Daniela Arbex, vencedora do prêmio Esse de Jornalismo, falando da reportagem que lhe deu o prêmio: "Holocausto Brasileiro". Em seguida, Thaís Altomar, Assessora do Núcleo de Atendimento Especial à Pessoa com Deficiência (Naepd), da
Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Juiz de Fora ministra a palestra "Pessoa com Deficiência". Fechando este primeiro ciclo, o professor Petrônio Barros, presidente da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da UFJF, discorre sobre a própria Intecoop.

No segundo painel, previsto para ocorrer entre 15h e 16h30, haverá mais três palestras. Raquell Guimarães, estilista e criadora do projeto Flor de Lótus faz um estudo de caso sobre a grife, conhecida como a "A Grife do Presídio". Em seguida, é a vez de a advogada Arine Caçador Martins, do Centro de Prevenção à Criminalidade de Juiz de Fora, ministrar a palestra "Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional e Pessoas em cumprimento de Pena/Medida
Alternativa". Por fim, Adenilde Petrina, líder de Movimento Social e da Rádio Comunitária Santa Cândida, fala sobre "A Mulher Negra, a Periferia, a Rádio Comunitária e o Movimento Social."

No último ciclo, dedicado aos portadores da Síndrome de Down, haverá a exibição do filme Colegas (2012), ganhador do Kikito de melhor filme do Festival de Gramado. Estarão presentes a diretora de comunicação do filme, Aleksandra Zakartchou, e os atores Breno Viola, Ariel Goldenberg e Rita Pokk.