Projeto Música na Cidade chega a Juiz de Fora neste sábado

Evento vai ocupar o Parque Halfeld. A programação é gratuita e terá mais de 20 atrações até dezembro

Andréa Moreira
Repórter
31/8/2012
Fabricio Condé

Quem passar pelo Parque Halfeld na tarde deste sábado, 1º de setembro, vai poder conferir o som erudito do violino, com sonoridade tradicional da viola. Isto porque Juiz de Fora recebe a segunda edição do projeto Música na Cidade. O evento, que é uma iniciativa da Cooperativa da Música de Minas Gerais (Comum), tem o objetivo de ocupar as praças das cidades e promover uma integração entre artistas de diferentes regiões do Estado e o público local. Por isso, o show de abertura na cidade fica a cargo do violeiro juiz-forano Fabrício Conde (foto ao lado) e do violinista belo-horizontino Maurício Ribeiro (foto abaixo).

De acordo com a assessoria da Fundação Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), o projeto vai receber mais 20 atrações, até o mês de dezembro. O evento deste sábado ocorre a partir das 16h e tem entrada gratuita.

mauricio

Músicos

O violeiro Fabrício Condé vai apresentar o show Âncora, viola brasileira, com músicas de seu último DVD. O músico será acompanhado por Leandro Domithm, no acordeom e piano; Max Paulo, no sax soprano e flauta; e Bré, na percussão. Com um repertório que mistura o tradicional com o contemporâneo, Condé revela que estuda a viola caipira há cerca de 15 anos. E neste tempo, conseguiu misturar a origem rural com o estilo de vida que ele possui. "Falo que sou mais músico do que violeiro, porque consigo colocar em minhas canções a modernidade da minha vida, através do som tradicional da viola caipira", diz.

Sobre o evento, Condé destaca que acha fabulosas as apresentações desta natureza. "Essa comunhão dos artistas, em que podemos dividir nossos saberes é muito enriquecedora. Pois não estamos no palco para competir, e sim para mostrar nossa arte."

Apesar de tocar um instrumento erudito, Maurício Ribeiro produz com o violino um repertório bem popular, como choro ao baião, xaxado, maracatu e frevo. A assessoria da Funalfa destaca que o violonista belo-horizontino será acompanhado por Joana Radicchi, na flauta; Vinícius Augustus, no sax soprano e flauta; Edson Fernando, na percussão; e Enéias Xavier, no baixo.

A Comum

Fundada em 2007, a cooperativa possui atuação voltada para a profissionalização e formalização da cadeia produtiva do setor musical no estado. Atende mais de 300 profissionais em todo o território mineiro, e entre os associados e colaboradores estão músicos, produtores, técnicos, professores, jornalistas e demais agentes da cadeia. A Comum é, também, uma das sete entidades que representam e integram o Fórum da Música de Minas, que realiza o programa Música Minas.

Confira as próximas edições

  • 15 de setembro

Duo Lovisi & Rick (JF) e Gilberto Mauro (BH)

Sala de Encenação Flávio Márcio (CCBM)

  • 22 de setembro

Darandinos (JF) e Urucum na Cara (BH)

Praça Santa Luzia

  • 29 de setembro

Carlos Fernando (JF) e Dokktor Bhu e Shabê (BH)

Sala de Encenação Flávio Márcio (CCBM)

  • 6 de outubro

Thiago Miranda (JF) e Rê Mineira (Brumadinho)

Praça Jarbas de Lery Santos (São Mateus),

  • 20 de outubro

Dudu Costa (JF) e Kristoff Silva (BH)

Sala Flávio Márcio (CCBM)

  • 3 de novembro

Visco (JF) e A Fase Rosa (BH)

Praça Antônio Carlos

  • 10 de novembro

Kadu Mauad (JF) e Gustavito (BH)

Praça Antônio Carlos

  • 24 de novembro

Quinteto São do Mato (JF) e Maísa Moura (BH)

Museu Mariano Procópio

  • 8 de dezembro

Matilda (JF) e Luiza Brina / Liquidificador (BH)

Parque do Museu Mariano Procópio         

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.