• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quinta-feira, 16 de agosto de 2018, atualizada às 16h46

    Thiago Miranda e Sandra Portella falam sobre a participação no Prêmio da Música Brasileira

    Jorge Júnior
    e Angeliza Lopes

    Os cantores juiz-foranos Thiago Miranda e Sandra Portella estiveram presentes como indicados à 29ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizada na noite de quarta-feira, 15 de agosto, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A grande homenagem da noite foi para o cantor Luiz Melodia, que morreu em agosto de 2017, aos 66 anos. O evento, promovido pela Petrobrás, busca reconhecer e valorizar a música nacional e seus talentos.

    Thiago Miranda, que concorreu com Criolo e Diogo Nogueira, diz que foi uma alegria muito grande. “Estar entre os indicados já é uma glória. Trabalhei muito para conseguir esse reconhecimento. Foram idas e vindas ao Rio. Um esforço árduo para ficar entre os melhores”.

    Conforme o cantor e compositor, toda a produção foi feita com cuidado e amor, mas com sacrifício. “Diferente dos meus concorrentes, que têm uma equipe de produção maravilhosa, gravadoras e estúdios, o meu trabalho foi feito na raça. O Diogo nasceu no berço do samba, passou pelo colo de Beth Carvalho, Ivone Lara, por exemplo. O Criolo vem do rap, mas tem uma legião muito grande de seguidores. Enfim, mesmo não trazendo o prêmio para Juiz de Fora, eu já estava no céu”, garante.

    Ele concorreu na categoria ´Melhor Cantor de Samba`, com seu recém-lançado CD ´Samba Para Elas`, viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura ´Murilo Mendes`, mantida pela Fundação Cultural ´Alfredo Ferreira Lage` (Funalfa).

    A sambista Sandra Portella também foi finalista do ´Prêmio da Música Brasileira`e concorreu ao lado de grandes nomes do samba, como Leci Brandão e Ana Costa, na categoria ´melhor cantora`. Ela destaca a felicidade de ter sido indicada ao prêmio justamente no ano em que o homenageado foi Luiz Melodia. "Ser indicada neste ano e com meu CD 'Banho de Fé' foi muito especial. Fiquei maravilhada de estar presente no meio de grandes nomes da música brasileira e me sentindo de igual para igual".

    Sandra diz que já sabia que seria um páreo duro, mas vê sua participação como um grande degrau para sua carreira. "Valeu a torcida de todos de Juiz de Fora e do Rio. Vocês não têm noção do quanto fiquei feliz. Sabia que seria difícil competir com mulheres tão maravilhosas, com histórias formatadas. Leci, nem se fala! No final ela veio falar comigo e abençoou minha carreira. Se Deus quiser este será o primeiro de muitos!", destaca.

    Confira a lista dos ganhadores

    Categoria Especiais
    “Álbum Eletrônico”
    Sintetizamor – João Donato e Donatinho

    “Álbum Erudito”
    Heitor Villa-Lobos: Sinfonias 8, 9 e 11˜ Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

    “Álbum em Lingua Estrangeira”
    Ay, Amor, de Fabiana Cozza

    “Álbum Infantil”
    Deu Bicho na Casa, Sula Kossatz

    Canção Popular
    “Melhor Grupo”
    As Bahias e a Cozinha Mineira

    “Melhor Dupla”
    Chitãozinho e Xororó

    “Melhor Álbum”
    “Bixa” – As Bahias e a Cozinha Mineira

    “Melhor Cantor”
    Roberto Carlos

    “Melhor Cantora”
    Alcione

    Regional
    “Melhor Grupo”
    Trio Nordestino

    “Melhor Dupla”
    As Galvão

    “Melhor Álbum”
    Caipira, de Mônica Salmaso

    “Melhor Cantora”
    Mônica Salmaso

    “Melhor Cantor”
    Mestrinho

    MPB
    “Melhor Grupo”
    Equale, “Na Praia de Caymmi”

    “Melhor Álbum”
    Caravanas, de Chico Buarque

    “Melhor Cantora”
    Zélia Duncan

    “Melhor Cantor”
    João Bosco

    Instrumental
    “Melhor Grupo”
    Hermeto Pascoal e Grupo

    “Melhor Álbum”
    Quebranto, de Yamandú Costa e Alessandro Penezzi

    “Melhor Solista”
    Yamandú Costa, Quebranto

    Revelação Petrobras
    Almério, “Desempena”

    “Melhor Canção”
    Tua Cantiga, de Chico Buarque e Cristóvão Bastos

    “Melhor Arranjador”
    Mario Adnet por Jobim Orquestra e Convidados

    “Álbum Projeto Especial”
    Tatanaguê, de Theo de Barros e Renato Braz

    Categoria Pop, Rock, Reggae, Hiphop, Funk
    “Melhor Álbum”
    Estado de Poesia – Ao Vivo, Chico César

    “Melhor Cantor”
    Lulu Santos

    “Melhor Cantora”
    Gal Costa

    “Melhor Grupo”
    Novos Baianos, Acabou Chorare, Novos Baianos se Encontram

    “Projeto Visual”
    Campos Neutrais

    “Melhor DVD”
    Jobim Orquestra e Convidados, de Paulo Jobim e Mario Adnet

    “Melhor Videoclipe”
    O Terno, direção de Breno Moreira e Bruno Shintate

    Categoria Samba
    “Melhor Álbum”
    Ao Vivo no Bar Pirajá, de Moacyr Luz

    “Melhor Grupo”
    Moacyr Luz e Samba do Trabalhador

    “Melhor Cantor”
    Criolo

    “Melhor Cantora”
    Leci Brandão

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.