Sexta-feira, 26 de julho de 2019, atualizada às 12h44

Harmoniemusik apresenta a música do século XVIII para instrumentos de sopro

Da redação

Em mais uma apresentação inédita na programação do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, o público juiz-forano terá a oportunidade de conhecer o trabalho do ensemble Harmoniemusik, que se apresenta no Cine-Theatro Central neste sábado, dia 27 de julho. O grupo é o primeiro do gênero na América Latina e reúne instrumentos ainda muito raros no país, como oboés, fagotes, clarinetes e trompas históricos, isto é, cópias de instrumentos do século XVIII.

Fundado em 2001, o grupo resgata o repertório composto para essa rica formação na segunda metade do século XVIII e início do XIX. O nome do conjunto deriva do próprio repertório ao qual o grupo se dedica, conhecido como harmoniemusik – a música de câmera composta, no século XVIII, para grupos de instrumentos de sopro.

Geralmente utilizados aos pares, este instrumental deu origem à seção de sopros da orquestra clássica, servindo para amplificar e aumentar as possibilidades de colorido sonoro das cordas. Assim, a ideia de orquestração nasce das possibilidades timbrísticas da harmoniemusik. O programa da apresentação inclui duas obras de Mozart, incluindo A Flauta Mágica, e uma composição de Franz Krommer.

30º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga – Harmoniemuzik

Dia 27, às 20h, no Cine-Theatro Central (Praça João Pessoa, s/n – Centro, Juiz de Fora, MG)

Entrada franca (Os convites serão distribuídos no Centro Cultural Pró-Música no dia da apresentação, das 8h às 18h. Máximo de quatro convites por pessoa)

*Todos os concertos noturnos serão precedidos de palestras ministradas pelo Prof. Rodolfo Valverde (UFJF), com início às 19h, nos mesmos locais das apresentações.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.