• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    MPB e musicalidade mineira embalam primeiro CD de Dudu Costa

    Show de lançamento do álbum Império de Sal ocorre nesta sexta, no Pró-Música. O trabalho foi contemplado pela Lei Murilo Mendes

    Nathália Carvalho
    Repórter
    16/8/2012
    Dudu Costa

    As canções são embaladas pelo mar e pela praia. Mas seguem rumo às montanhas de Minas Gerais. Intitulado O Império de Sal, o primeiro trabalho do músico e compositor Dudu Costa traz uma maturidade do artista, que completa dez anos de estrada. Ao som de MPB, mas com enfoque na música mineira, o disco será lançado nesta sexta-feira, 17 de agosto em show que ocorre no Pró-Música, às 19h30.

    Os trabalhos para a realização deste primeiro álbum começaram após a contemplação da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura em 2010. "Foi a terceira vez que tentei, mas a iniciativa veio no momento certo. Minhas composições e trajetória musical estava mais maduras e acabaram resultando em um trabalho de melhor qualidade", explica o músico. Ele acrescenta dizendo que parte das músicas já existiam e outras foram compostas durante o projeto de criação, com ajuda de diversos amigos da cidade, como Lucas Soares, Roger Resende, Daniel Lovisi, Hudson Coelho, Arnaldo Huff, Wesley Carvalho, Duty Botti e Juliana Stanzani.

    "Ao longo do processo de escolha do repertório, fui percebendo que boa parte das canções eram ambientadas no universo marítimo, praieiro, de pescador. Unificamos o conceito e criamos a identidade do álbum", diz Dudu. A faixa de abertura do disco leva o nome do álbum, Império de Sal. A arte do CD tem a artista Valéria Faria à frente, que soube captar o clima das canções e traduzir em imagens. "O meu Império de Sal é assim, todo cheio de momentos especiais", conta.

    CD Dudu CostaPara o evento, o músico prepara uma apresentação surpreendente. De Conceição do Ibitipoca, o artista plástico Gabriel Gavioli ficará por conta da apresentação de um cenário que contribua, visualmente, com as músicas apresentadas. "É uma surpresa, mas acredito que o público vá gostar. Ele construiu algumas imagens que serão o pano de fundo da minha apresentação", adianta.

    Com relação às músicas, Dudu irá trazer aquelas que foram gravadas ao longo de sua carreira, outras novas que compõem o CD e, ainda, algumas novidades. "Vou levar o som da música mineira que faço ao lado dos parceiros aqui da região. Espero que o público se identifique com nosso som, reconheça nossa proposta artística e se sinta representado." Além disso, o músico comenta que haverá uma homenagem a um amigo que faleceu recentemente, o músico Paulinho Cri Cri, da cidade de São João Nepomuceno.

    Encontro de Compositores

    Dudu Costa é formado em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), local onde ele deu os primeiros passos na música. "Comecei a tocar um pouco antes de entrar na faculdade, tinha uma banda de pop rock com amigos. Já em 2004, quando me formei, o trabalho ficou mais profissional e comecei a tocar em barzinhos", conta. E foi aí que nasceu a ideia de criar o Encontro de Compositores, em 2006, um movimento pensado pelo músico juntamente com outros artistas da cidade. "Todos nós produzimos canções autorais e sentíamos necessidade de mostrar esse trabalho, de nos encontrar", relata.

    O encontro ainda ocorre, todas as segundas segundas-feiras do mês, em um bar onde os amigos gostam de se reunir. "É um espaço importante, pois foi onde fiz os amigos que me auxiliaram neste primeiro trabalho e outros que estarão junto comigo no palco. E é também no encontro que novas músicas nascem, novas parcerias, e onde acontece o amadurecimento do nosso trabalho."

    Influências

    Entre as inspirações de Dudu, destacam-se os principais gêneros dentro do universo MPB, acompanhado de influência do Baião, Samba, Bossa Nova, Jazz, do Clube da Esquina e ainda de nomes importantes do cenário musical, como os artistas Edu Lobo, Milton Nascimento e Dick Farney. Além deste projeto, Dudu é vocalista da banda Sambavesso, uma mistura de samba com rock dos anos 1970.

    Projetos

    Após a primeira apresentação do CD, Dudu pretende dar continuidade aos shows. "Nosso projeto foi aprovado no Circuito de Música da cidade e iremos tocar no dia 20 de outubro. A ideia é realizar uma turnê pelas cidades de Minas até o final do ano", planeja. O CD Império de Sal estará disponível para venda após o show na Livraria A Terceira Margem.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.