• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Trabalho voluntário leva arte para instituições Grupo Arte leva trabalhos, como dobraduras de papel, mágica, teatro fantoche, leitura de histórias, para instituições da cidade há sete anos


    Daniele Gruppi
    Repórter
    16/07/2008

    Joana de Ângelis é a instituição escolhida para receber, em julho de 2008, a visita do Grupo Arte. Formado por uma equipe de voluntários, o grupo leva trabalhos com dobraduras de papel, mágica, teatro, fantoche, leitura de estórias infantis, de mensagens e músicas.

    Fundado em 2001, ano em que a Campanha da Fraternidade homenageou o voluntário, o Grupo Arte sempre se reúne em caráter informal com a proposta de desenvolver trabalhos filantrópicos e artísticos em abrigos de Juiz de Fora.

    Segundo a coordenadora do Grupo Marize Freesz, muitas pessoas queriam fazer o trabalho voluntário, mas não sabiam como e por isso criou o Grupo. Inicialmente, o Grupo contava com 12 voluntários e agora já são 20. "Agora, os conhecidos dos integrantes ficam sabendo e nos procuram para participar também".

    Os encontros acontecem uma vez por mês, aos domingos. "Escolhemos instituições que recebem visitas no dia. Ligo e marco com a responsável. Reunimo-nos antes e depois vamos para o abrigo. Levamos um lanche, doações de roupas e mantimentos". O Grupo Arte não faz cobranças em relação à idade, religião, contribuição material ou financeira. Pede só que o voluntário tenha o desejo de conhecer e ajudar as pessoas.

    Imagem de uma ação social Neste inverno, Marize está organizando uma campanha solidária com o intuito de doar sapatos, tocas, luvas e cachecóis. Ela também desenvolve uma nova proposta, que é a de realizar dinâmicas de grupo. "Procuro uma melhor forma de interagir. Nem sempre consigo, mas para saber se vai dar certo, preciso tentar". Para ela, o prazer com que os assistidos demonstram em estar com o Grupo recompensa o trabalho.

    "A ação social faz bem para a gente ser mais feliz, saudável e também para ter mais amigos. Cada novo voluntário é um novo amigo". O Grupo Arte, além de levar manifestações artísticas para os abrigos, carrega no nome quatro palavras importantes e que caracterizam o projeto: Amor, Respeito, Trabalho e Esperança.

    Imagem de uma ação social Marize e outros colegas que abraçaram a causa já visitaram o Abrigo Santa Helena, Fundação João de Freitas, Associação dos Cegos, Ceprom, Gedae, Hospital São Camilo de Lélis, dentre outras. Ela revela que já está ficando conhecida dos assistidos, assim como os amigos .

    Os voluntários carregam muitas histórias desses encontros. Marize conta algumas no livro "O outro lado", lançado em 2007. Através do pseudônimo Aurélia, ela mostra o outro lado das pessoas na ocasião de sua estada no hospital, onde se tratou por sete dias quando descobriu ser portadora de esclerose múltipla e também nos abrigos da cidade de Juiz de Fora, tendo contato com um mundo que muitos não conhecem.

    "Trata-se de uma obra filosófica. Fiz por intuição. Nele chamo as pessoas para o trabalho voluntário". A renda arrecadada com o livro é destinada para a Associação de Amigos e Portadores de esclerose Múltipla de Juiz de Fora (AAPEM), onde também realiza ações solidárias.

    Imagem de uma ação social Numa passagem do livro ela fala que um diretor de uma instituição diz que um em cada cem assistidos se recupera e por causa deste um, pelos cem deve-se lutar. Escreve ainda: "Somos um entre muitos grupos, todos fazendo a sua parte, e todos juntos tentamos alcançar um objetivo maior".

    Marize, além de coordenar as atividades do Grupo Arte, trabalha como farmacêutica e Bioquímica. Atualmente, se dedica a mais uma publicação que deve ser lançada no próximo ano. É também autora do livro Farmácia Culinária.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.