• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    Segunda-feira, 8 de março de 2010, atualizada às 19h30

    Manifestação cobra respeito aos direitos humanos das mulheres

    Aline Furtado
    Repórter

    No Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, um ato público em frente à Câmara Municipal de Juiz de Fora cobrou do poder público os direitos humanos das mulheres. O ato reuniu representantes de diversas entidades e movimentos sociais.

    Um dos focos do movimento foi a possibilidade de privatização das creches municipais. De acordo com o presidente Sindicato dos Servidores Públicos de Juiz de Fora (Sinserpu), Cosme Nogueira, a luta em defesa das creches municipais não diz respeito somente à mulher que trabalha nas instituições, mas também às mães que dependem do espaço para seus filhos. "Infelizmente está ocorrendo um retrocesso político quando se fala de privatização das creches municipais."

    Nogueira lembra que a manifestação é uma oportunidade de chamar a atenção dos políticos para a necessidade de criação de mais vagas nas creches, além de questões como a terceirização e privatização da saúde. Segundo o integrante do setor de moradia do Comitê Central Popular, Bruno Bruziguessi, o ato repudia ainda a insensibilidade do poder público diante das mais de 200 áreas de ocupação irregulares da cidade.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.