Sexta-feira, 8 de abril de 2011, atualizada às 18h24

Hemominas cadastra possíveis doadores de medula óssea em Viçosa

Da Redação

A cidade de Viçosa receberá neste sábado, 9 de abril, agentes do Hemominas, para cadastro de candidatos à doação de medula óssea. O cadastro será feito no prédio do Centro de Extensão e Ensino (CEE), da Universidade Federal de Viçosa (UFV), das 8h às 16h. A expectativa é de que 800 candidatos sejam cadastrados.

A pessoa que não puder comparecer no dia pode procurar o Núcleo Regional de Ponte Nova, do Hemominas. Em Juiz de Fora, os interessados em doar podem procurar o Hemominas, rua Barão de Cataguases, s/n, Centro.

Para ser um candidato à doação de medula óssea, a pessoa deve ter entre 18 e 54 anos, estar com boa saúde e não apresentar doenças, como as infecciosas e hematológicas. Depois que o candidato recebe todos os esclarecimentos sobre a doação, é colhida uma amostra de sangue entre cinco a dez mililitros. Essa mostra é submetida ao exame de classificação da medula e enviada ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

O candidato deve apresentar documento de identidade com foto e assinar um termo de consentimento para que os dados cadastrais, os resultados de tipagem de medula e outros resultados sejam incluídos no Redome.

Segundo dados do Governo de Minas Gerais, a chance de encontrar um doador de medula compatível entre não parentes é de uma em cem mil. Esse índice é explicado por causa da miscigenação do povo brasileiro. O governo alerta que, para aumentar as possibilidades, é preciso que o número de candidatos à doação aumente no país. Em caso de compatibilidade, o doador é convidado a fazer, voluntariamente, a doação e o Instituto Nacional do Câncer (Inca), mantém sigilo das identidades do paciente e doador.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.