Elizabeth Soares Elizabeth Soares 10/8/2009

As coisas só evoluem se evoluirmos o homem

profissional em carreira crescentePara acompanhar as exigências impostas pelo negócio e pelo mercado, as empresas estão investindo para aprimorar seus processos e conquistarem selos de qualidade. Para que a evolução das empresas aconteça, é necessário que as pessoas que fazem os processos acontecerem sejam incentivadas a evoluir. Portanto, as empresas são convidadas a investirem no desenvolvimento de seus colaboradores. Sem investimento no ser humano, não há negócio que evolua e se sustente.

O fato é que ainda encontramos nos dias atuais, empresas que entendem o treinamento como algo que se oferece eventualmente. O processo de aprendizado exige investimento contínuo dentro e fora da “sala de aula”. Muito mais do que informação, os profissionais precisam de espaço para troca de experiência e incentivo a experimentarem atitudes mais eficazes. Esta ação deve começar no treinamento e se estender ao ambiente de trabalho na relação entre lideranças e equipes de trabalho.

Segundo especialistas da UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, alguns conhecimentos e competências são esperados do profissional do século XXI. São eles:

1. Ser flexível e não especialista demais;

2. Ter mais criatividade do que informação;

3. Estudar durante toda a vida;

4. Adquirir habilidades sociais e capacidade de expressão;

5. Assumir responsabilidades;

6. Ser empreendedor;

7. Entender as diferenças culturais;

8. Adquirir intimidade com as novas tecnologias.

Das características listadas pela UNESCO, procure avaliar-se como profissional. O quanto você se sente satisfeito (em uma escala de 0 a 10) com o ponto em que se encontra hoje em cada uma das 8 competências? O que você pode fazer para melhorar seu nível de satisfação? Você se identifica como um profissional orientado para as competências do século XXI? Você identifica sua empresa consciente da necessidade de promover a evolução do negócio através da evolução humana?

Lembre-se de que toda avaliação nos oferece um mapeamento para gerar ação de forma mais centrada e planejada. Após identificar onde você e sua empresa se encontram, decida alguns passos a serem tomados e que só envolvem a sua disposição e disciplina.

Aproveite toda oportunidade de troca e aprendizado: cursos, palestras, leituras, conversas, enfim, ao invés de ficar esperando por uma empresa melhor para você trabalhar, que tal experimentar ser uma pessoa melhor para sua empresa e para o mercado de trabalho? Esta é uma postura empreendedora e põe sua visão e sua energia em possibilidades futuras. Pense nisto e comece a rascunhar seu próprio plano de desenvolvimento, você só tem a ganhar!



Elizabeth Soares
Psicóloga e Coach-Executiva

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.