• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Programa municipal pretende ampliar vagas nas creches de JF

    Em anúncio realizado na tarde desta segunda-feira, 19 de agosto, prefeito afirma que mais de 1.600 vagas serão criadas até 2014

    Andréa Moreira
    Repórter
    19/08/2013
    Coletiva Creches

    O problema da falta de vagas nas creches municipais deve ser minimizado nos próximos meses. O motivo é a construção 12 novas unidades,  a partir de 2014. Em coletiva com a imprensa na tarde desta segunda-feira, 19 de agosto, o prefeito municipal Bruno Siqueira (PMDB) e o secretário de Educação Weverton Vilas Boas lançaram o Programa de Expansão de Atendimento da Educação Infantil que pretende oferecer, no mínimo 1.646 novas vagas. “Destas unidades, seis já estão em andamento. Já as outras seis, nós já encaminhamos solicitações ao Ministério da Educação para a construção dos prédios,” afirma Siqueira.

    As unidades que já estão em construção são os centros de educação do bairros Jardim Cachoeira, Novo Triunfo, Vale Verde e Santos Dumont; além das creches dos bairros Dom Bosco e Vila Esperança II. “Se o  MEC autorizar as solicitações, iremos construir outros seis centros de educação infantil, que irão atender crianças até cinco anos de idade, nos bairros Bonfim, Igrejinha, Parque Guaruá e São Geraldo, além de um na Zona Sul e outro na Zona Norte de Juiz de Fora,” ressalta Siqueira, lembrando que os locais escolhidos, são os que apresentam maior demanda. Somente com a construção destas 12 unidades, serão abertas 953 vagas em creches e centros de educação infantil.

    Outras medidas

    As unidades educacionais de Juiz de Fora também irão passar por uma reestruturação para a criação de, no mínimo, mais 693 vagas, como destaca o secretário de Educação Weverton Vilas Boas. “Pretendemos otimizar o espaço já existente nas creches públicas, ampliar as turmas de três anos em tempo parcial nas escolas, promover a adequação da rede física de instituições conveniadas a Prefeitura e, por fim, realizar um chamamento público para organizações filantrópicas ou sem fins lucrativos que desejem firmar convênio com o município para o atendimento de crianças de 0 a 3 anos.”

    As instituições conveniadas com a PJF a partir de 2014 irão passar a seguir a  lista de classificação organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), por meio dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), já adotada pela Prefeitura. “Nos baseamos na  Lei Municipal n.º 09487/1999, que adota o critério de vulnerabilidade social para a entrada nas creches da Prefeitura. Quando as instituições conveniadas passarem a adotar este critério, acreditamos que a iniciativa vai garantir maior fluidez no atendimento, já que haverá uma única listagem de classificação para inserção nas creches,” afirma Vila Boas, destacando que as famílias podem se cadastrar durante todo o ano nos Cras e as que não forem atendidas no ano do cadastramento devem se recadastrar no ano seguinte. “Com a medida, a atualização da demanda e reanálise dos dados cadastrais das famílias não contempladas com a vaga serão feitos de forma mais eficiente e transparente.”

    Por fim, a Secretaria de Educação irá realizar a revisão do número de crianças por educadores e adequação das turmas hoje existentes. “Esta ação irá gerar uma ampliação de 15% do número de vagas, otimizando o uso dos espaços já existentes, dentro da legalidade. Esta ampliação irá gerar o aumento de 323 vagas. Outra ação será estimular que as escolas de educação Infantil atendam, em tempo parcial, mais crianças de 3 anos, o que poderá gerar cerca de 300 novas vagas,” explica o secretário.

    O município atende atualmente 3.759 crianças de 0 a 3 anos nas creches, sendo 2.155 vagas oferecidas nas 23 creches públicas, 1.164 nas 18 creches conveniadas e 440 em 19 escolas municipais que atendem crianças de 3 anos em tempo parcial. Em 2013, 976 crianças inseridas nas creches públicas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.