Quarta-feira, 4 de junho de 2014, atualizada às 13h08

Em Juiz de Fora, professores das federais rejeitam indicativo de greve

Reunidos em assembleia na manhã desta quarta-feira, 4 de junho, os professores do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) rejeitaram o indicativo de greve para junho. A votação teve 30 votos contrários, 25 a favor e uma abstenção.

A diretoria da Associação de Docentes de Ensino Superior de Juiz de Fora (Apes/JF) prestou informes nacionais e locais durante a assembleia. De acordo com o diretor Paulo César Ignácio, o indicativo havia sido aprovado no setor das federais em Brasília, com determinação de uma rodada nacional de assembleias.

"Nós cumprimos o que nos foi determinado, discutimos aqui e a maioria decidiu que não é o momento de aprovar. É importante ressaltar que deve haver ampla participação e intensa discussão sobre os rumos e posicionamentos políticos da categoria", disse. O posicionamento da categoria será levado à próxima reunião do setor no sábado, 7 de junho, em Brasília.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.