• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Sexta-feira, 29 de junho de 2018, atualizada às 12h26

    Jovem denuncia estupro dentro de escola no Bairro de Lourdes

    Da redação

    Uma jovem de 19 anos procurou a Casa da Mulher, na tarde dessa quinta-feira, 28 de junho, denunciando ter sido estuprada dentro de uma escola estadual, no Bairro Nossa Senhora de Lourdes, em Juiz de Fora.

    Segundo o boletim de ocorrências, a menina estuda com o autor, no 2º ano do ensino médio. Ela disse que na segunda-feira, 25, eles estavam sozinhos dentro da sala de aula e se beijaram. Depois, o rapaz a forçou manter relações sexuais, mas ela se recusou. Com isso, ele a pegou a força pelo braço e pediu para ela se ajoelhar, mas como a vítima também se negou, o indivíduo a empurrou no chão, fechou a porta da sala e disse que ela não sairia do local enquanto não fizesse o que ele queria.

    Ainda segundo o registro policial, a menina foi obrigada a segurar as partes íntimas do autor, que também tirou suas calças e colocou a mão em sua vagina. Neste momento, a menina gritou e o estudante saiu correndo.

    A jovem disse que no momento ela não teve coragem de denunciar e só falou do crime para os familiares, quando chegou em casa.

    A Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Juiz de Fora, responsável pela Escola Estadual Ali Halded,  informa que está acompanhando o caso e orientando a direção da escola a procurar os estudantes e suas famílias para esclarecer o ocorrido e prestar assistência aos envolvidos.

    Segundo relatos da direção da escola à SRE, a mãe da estudante de 19 anos procurou a escola na terça-feira, dia seguinte à ocorrência relatada, dizendo que a jovem teria sido vítima de violência sexual praticada por um colega menor de idade (14 anos). A direção chamou o pai do estudante, que informou que, no horário relatado, o estudante encontrava-se na aula de Educação Física, o que foi confirmado pelo professor. Após este relato, mãe e filha não voltaram a procurar a escola. Feito o boletim de ocorrência, a Polícia deverá investigar o que de fato aconteceu e tomar as medidas necessárias.

    A Secretaria reitera que prestará toda a assistência aos envolvidos e suas famílias.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.