• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020, atualizada às 11h

    Professores da rede municipal entram em greve em Juiz de Fora

    Da redação

    Os professores da rede municipal em Juiz de Fora entraram em greve nesta quarta-feira, 19 de fevereiro. A coordenadora geral do Sindicato dos Professores (Sinpro-JF), Cida Oliveira, reforçou que o movimento "é em função da manifestação da Prefeitura de enviar à Câmara proposta que ataca os direitos da carreira dos educadores". Cida reitera que a participação da categoria na assembleia desta quarta-feira, às 14h, na Sociedade de Medicina, é fundamental.

    A decisão foi anunciada durante assembleia na última semana. Segundo a nota, "a greve é por tempo indeterminado, em defesa dos direitos históricos do plano de carreira e pela imediata realização de concurso público". Conforme o Sindicato, 74 % dos professores aderiram  à greve.

    A assessoria do Sindicato explica que a "Administração apresentou em junho do ano passado proposta de mudança na carreira que significa drástica retirada de direitos do Magistério. Após meses de análise e discussão da proposta, a iniciativa foi rejeitada, em assembleia no final do ano passado, pela categoria. A ampliação de jornada, intensificação do trabalho com consequências para a saúde do educador, redução do número de postos de trabalho na rede, restrição de conteúdo, como informática e música, para estudantes são algumas dos desdobramentos  graves da proposta identificados e denunciados pelo Magistério".

    Além disso, a categoria reivindica a realização imediata do concurso público. "A prefeitura não realiza concurso para área há dez anos. Ainda assim, a Administração afirmou que enviará até 18 de fevereiro mensagem sobre o tema à Câmara. Diante desse cenário,os educadores definiram pela greve".

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.