Segunda-feira, 14 de janeiro de 2008, atualizada às 10h

Governo do Japão oferece oportunidade para professores e educadores brasileiros estudarem no país


Renata Solano
*Colaboração

Com objetivo de oferecer oportunidade para realizar pesquisas nas áreas relacionadas à educação, o governo do Japão abre suas inscrições para professores e educadores do ensino fundamental e médio interessados em receber uma Bolsa de Estudos MEXT 2008.

Os juizforanos que quiserem participar vão ter a bolsa de estudos com início previsto para outubro de 2008 e término para março de 2010. Estão incluídos também as passagens de ida e volta, isenção de taxas escolares, e o valor mensal de 170 mil ienes (equivalente a R$ 2.650) nos primeiros 13 meses e, posteriormente, 160 mil ienes.

As inscrições devem ser feitas entre segunda-feira, dia 14 de janeiro e sexta-feira, dia 15 de fevereiro de 2008. Os juizforanos interessados devem procurar o Consulado-Geral do Japão para fazerem a inscrição.

Segundo a assessoria do consulado japonês no Rio de Janeiro, não há número de vagas estipulado, as bolsas são distribuídas de acordo com o número de candidatos com qualificação.

Documentos necessários
  • Formulário devidamente preenchido com 1 foto 3x4 recente
  • Histórico escolar (cópia em tamanho A4 autenticada pelo cartório ou original da universidade, com tradução em inglês ou japonês)
  • Diploma (cópia em tamanho A4 autenticada em cartório ou original da universidade, com tradução)
  • Currículo resumido (em inglês, destacando a experiência no ensino, tamanho A4, digitado)
  • Plano de pesquisa no Japão (em inglês, máximo de duas laudas, tamanho A4, digitado)
  • Comprovação de experiência (declaração, cópia de contra-cheque ou carteira de trabalho)

Requisitos básicos

É preciso que o interessado

  • tenha nacionalidade brasileira (excluem-se brasileiros com dupla nacionalidade japonesa)
  • tenha pelo menos cinco anos de experiência como professor do ensino fundamental ou médio ou como orientador pedagógico, assistente educacional ou diretor de escola, na área pública ou privada
  • tenha bom domínio de inglês (necessário para a orientação acadêmica e a redação de trabalhos e relatórios)
  • seja graduado por uma universidade ou escola de formação de professores (magistério)
  • seja nascido em ou após 2 de abril de 1973
  • goze de boa saúde física e mental
  • tenha disposição para estudar a língua japonesa e freqüentar aulas nesse idioma
É recomendável que o candidato tenha um conhecimento básico da língua japonesa.

*Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.