Candidatos a prefeito discutem plano de mídia com juiz Propaganda eleitoral gratuita pode começar no dia 07 de outubro em JF. Mas candidatos fazem acordo, em frente ao juiz, e preferem retardar a exibição



Sílvia Zoche
06/10/2008

A propaganda eleitoral gratuita para o segundo turno - divulgação de campanha dos candidatos na TV e rádio - já pode ser veiculada a partir desta terça-feira, 07 de outubro, em Juiz de Fora. Isso porque segundo a Lei das Eleições (9.504/97), a propaganda pode começar a partir de 48 horas da proclamação do resultado do primeiro turno. E, em Juiz de Fora, a diretora do Foro Eleitoral Maria Lúcia Cabral Caruso (foto abaixo) proclamou o resultado no dia 05 de outubro.

Mas, segundo as assessorias dos candidatos a prefeito, Custódio Mattos (PSDB) e Margarida Salomão (PT), eles vão chegar a um acordo para que a propaganda gratuita comece um pouco mais tarde, já que o prazo estipulado é até 13 de outubro.

Nesta terça-feira, dia 07, os dois candidatos vão se reunir por volta das 15h com o juiz eleitoral da 349ª Zona Eleitoral, Edir Gerson de Medeiros. Neste mesmo dia, todo plano de mídia será conversado. Segundo a assessoria de Custódio Mattos, começar a propaganda gratuita um pouco mais tarde é um fato histórico na cidade.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os candidatos terão o mesmo tempo de veiculação, todos os dias da semana. São dez minutos em cada um dos dois programas diários. No rádio, a propaganda ser às 07h e às 12h e na televisão, às 13h e às 20h30. Além disso, os concorrentes vão ter 15 minutos diários para fazer propaganda por meio de inserções de até um minuto.

Preparação para o 2º turno

Foto da diretora do Foro Eleitoral Maria Lúcia Cabral Caruso As urnas eletrônicas já foram para o 27º Batalhão de Polícia Militar para o segundo turno das eleições e vão ser zeradas, com ajustamento de data hora, para receber a carga com as informações para o dia 26 de outubro. "Depois de receber a carga, elas serão lacradas para serem remetidas para as Zonas Eleitorais". O transporte para as Seções será feito da mesma forma que no primeiro turno. "E depois, durante a apuração, o mesmo esquema de transmissão e totalização"

A agilidade na transmissão e resultado do primeiro turno já estava prevista pela diretora que, contando com os imprevistos, acreditava que o resultado sairia até às 22h. O chefe do cartório do Foro Eleitoral (154ª Zona Eleitoral), André Luiz Faria Carvalho, calculou que o resultado sairia até às 21h, caso não houvesse qualquer imprevisto. A expectativa foi superada. "Às 20h35 eu já havia proclamado a Ata Geral", lembra a diretora.

E houve, sim, alguns imprevistos, mas que mostraram não atrapalhar a totalização dos resultados. Algumas urnas de contingência foram usadas. "Na Zona do Foro, a 154, foram duas. Acredito que tenha sido este mesmo número nas outras. Foram poucas". O que contribuiu para que o resultado não saísse meia hora mais cedo, foram quatro disquetes da 152ª Zona Eleitoral que precisaram ser recuperados. Não houve necessidade de uso de cédulas de papel em nenhuma Seção Eleitoral.

Foto de uma pessoa apertando a tecla confirma Além da preocupação com as urnas, foi montado um esquema para que os presidentes das Seções chegassem rápido até a Justiça Eleitoral com os disquetes. Com auxílio da Polícia e Gettran, o acesso ao prédio na Rua São Sebastião, 776, foi considerada tranqüila pela diretora.

Houve algumas prisões, denúncias por crimes eleitorais no dia 05 de outubro. "As pessoas insistem ainda. Boca de urna não altera eleições. Hoje, o eleitor tem outro tipo de consciência", comenta a diretora.

Um dos casos, foi de um candidato a vereador, que agora ocupa uma das cadeiras do Legislativo, Antonio Martins (PP), conhecido como Tico-Tico, foi denunciado várias vezes por boca de urna. "Uma funcionária da Justiça foi até o local onde ele estava e viu que o candidato estava com muito material. Como ele não estava distribuindo na hora, ele foi retirado do local e orientado a não distribui-lo".

Fazendo um balanço geral do primeiro turno, a diretora Maria Lúcia Cabral vê saldos positivos. "Se conseguirmos a mesma performance no segundo turno, acredito que o resultado das eleições saia entre 19h30 e 20h", diz a diretora.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...