• Assinantes
  • Esporte
    Segunda-feira, 12 de março de 2012, atualizada às 11h55

    UFJF encerra a participação na Superliga, com festa da torcida

    Nathália Carvalho
    Colaboração*
    jogo de vôlei UFJF

    O time da UFJF encerrou sua primeira participação na Superliga Masculina de Vôlei, com festa dentro e fora de quadra, na tarde do último sábado, 10, no ginásio do Tupynambás. Apesar da derrota por 3 sets a 0 para o Vivo/Minas, a torcida encheu o local, mais uma vez, e houve muita comemoração pela estreia e pela permanência do time na elite do vôlei brasileiro.

    As comemorações iniciaram-se durante o aquecimento, com a cantora Sandra Portela e a bateria da Juventude Imperial, cantando sambas de sucesso e ainda com sorteios de brindes. Em agradecimento ao apoio da torcida, os jogadores vestiram um outro uniforme, com os dizeres "Obrigado, torcida UFJF", que foi retribuído com cartazes e aplausos. Foram transmitidos ainda depoimentos de torcedores, que destacaram a paixão pelo time.

    O técnico do time, Maurício Bara, faz uma boa avaliação da atuação do time no campeonato, mas confessa que ainda existem pontos a serem melhorados. "Num contexto geral, atingimos o objetivo de permanecer na Superliga e ter uma equipe competitiva. Conseguimos ainda, resgatar o vôlei na cidade, conquistando a torcida e a boa imagem do time. Poderíamos ter desenvolvido um melhor desempenho e é o que vamos buscar para os próximos campeonatos. Estamos em um momento de reavaliação, mas esperamos ter condições para formar um time ainda melhor e manter o projeto que criamos."

    UFJF x Vivo/Minas

    O time da Federal entrou em quadra com Clinty, Hage, Baroni, Gelinski, Diego, Sequela e Caporal de líbero. Silvio, Brasília e Tatinho também entraram no jogo. O saque forte do Vivo/Minas e o ataque de meio de rede contribuíram para abrir a vantagem e o set foi encerrado em 20x25.

    Já no segundo set, a torcida levantou o time, que conseguiu encostar no placar com 13 a 14. No ataque do capitão Clinty, veio o empate de 15 a 15. Apesar da grande participação da torcida, o placar fechou em 25 a 23 para o Minas.

    A UFJF abriu o placar no terceiro set com contra-ataque do central Silvio, abrindo dois pontos de vantagem logo no início. Mas o time de Belo Horizonte conseguiu a virada e abriu cinco pontos, fazendo com que o técnico pedisse tempo para ajustar os erros da equipe. A UFJF conseguiu reagir com Clinty encostando no placar, 13 a 14, e partir daí o jogo seguiu disputado até o final, fechando em 25 a 22 para o Minas.

    No final da partida torcedores e jogadores assistiram a um vídeo que contava a trajetória da UFJF como primeiro time de uma universidade pública a participar da Superliga. Além disso, o jogador Samuel, do Vivo/Minas, ganhou o troféu Viva Vôlei, que foi entregue pelo reitor da UFJF, Henrique Duque.

    Nathália Carvalho é estudante do 8° período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.