• Assinantes
  • Esporte

    Atletas juiz-foranos se preparam para o Xterra Estrada Real

    Etapa da competição em Tiradentes tem corridas de até 50 km

    Bruno Caniato
    *Colaboração
    19/09/2016

    Nos dias 24 e 25 de setembro, sábado e domingo, na cidade de Tiradentes (MG), ocorre mais uma etapa do Xterra Estrada Real, competição de atletismo que conta com modalidades de duathlon, corridas noturnas e percursos cross country de até 50 km. Em 2015, 187 atletas juiz-foranos, amadores e profissionais, participaram dos percursos pelas montanhas mineiras; este ano, já são mais de 200 inscritos. A poucos dias do evento, veteranos e novatos na competição falam sobre sua preparação para as provas.

    O fisioterapeuta Fabrício Meana, da equipe Vidativa, competiu no 3º Cross Country de Tiradentes em agosto e retorna à cidade este mês para estrear no Xterra. Ele competirá na Short Night Run, modalidade noturna com percurso de 9,7 km mata adentro. "A preparação está intensa, pois o percurso é difícil", comenta. "A expectativa é a melhor possível. Fazemos treinamentos em terrenos similares aos da competição com a coach, que tem muita experiência".

    Endurance

    A treinadora de Fabricio, Talita Antunes, competiu no Xterra em 2015 na modalidade Endurance 50 km. Para enfrentar o calor e a altimetria da prova mais difícil da competição, ela ressalta a importância da preparação física e mental. "A largada foi quase no meio da manhã. O sol castigou bastante, sem falar no controle emocional", relata. "Pelo tempo prolongado e a altimetria elevada, é impossível não sentir dores musculares, e aí não é fácil manter-se motivado".

    Outra juiz-forana que participou do Endurance 50 km no ano passado foi a profissional de educação física Débora Faião, da equipe Long Life. Ela se classificou em 8º lugar no ranking geral feminino. Sobre as dificuldades do trajeto, Débora destaca o sol forte e o isolamento durante a corrida. "No ano passado tinha menos inscritos, a distância entre um e outro é muito grande. A maior parte da prova corri sozinha, eu e Deus", brinca. "Também estava muito quente, e o que mais me incomodou foi a água não ter sido suficiente". Contudo, todo esse esforço é recompensado, segundo ela, quando a prova é concluída. "A sensação é de superação", afirma. "Você vê a linha de chegada e pensa: 'valeu a pena todo o sofrimento, tudo o que eu tive que andar no meio do mato'".


    A proprietária da Long Life, Nina Marques, ressalta que as provas em Tiradentes também são uma boa preparação para competições mais pesadas. "Estamos indo com o intuito de treinar para provas com distâncias maiores em novembro e dezembro", explica. "A prova não estava no calendário de alguns atletas, mas ganhamos uma promoção do Xterra e alguns atletas irão utilizá-la como treino".

    Com relação ao preparo físico, a rotina de Débora incluiu três ou quatro corridas de 15 a 20 km durante a semana, para provas de resistência, e até 12 km para treinos de velocidade. "Os treinos no ano passado foram puxados", explica. "A primeira vez é sempre a mais difícil, você não tem noção nenhuma de como vai ser". Já mais experiente no percurso, ela competirá no Endurance novamente este ano, mas afirma: acima de tudo, o importante é concluir o trajeto. "Minha meta participando de corridas nunca é ganhar. Ganhar é consequência", declara. "A sensação quando você termina de correr qualquer prova, independente da distância, é sempre a mesma: 'eu me superei, o objetivo foi alcançado".

    *Bruno Caniato é estudante do 10º período de Jornalismo da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.