Tupynambás sai na frente, sofre gol no final e só empata em Muriaé

Matheus BrumMatheus Brum 9/05/2017

O Hexagonal Final do Módulo II do Campeonato Mineiro é uma trajetória à parte para o Baeta. De certa forma, toda a competição foi de altos e baixos para o time juiz-forano. Depois de um início ruim, a equipe se recuperou e classificou cotada como uma das favoritas ao acesso. Porém, na “hora H”, o jogo não encaixou e uma sequência de resultados ruins deixou o sonho do acesso para o ano que vem. A partida contra o Nacional de Muriaé, nesta segunda-feira, foi um exemplo destes altos e baixos. O alvirrubro saiu na frente com Gustavo Crecci. Quando os três pontos já “estavam no bolso”, Guilherme marcou o gol de empate, aos 45 minutos da segunda etapa.

O placar tira do NAC as chances conseguir o acesso à elite mineira. Nem mesmo a contratação do técnico Gérson Evaristo, conhecido como o “Rei do Acesso”, em Minas Gerais, ajudou a equipe muriaense a conquistar este objetivo.

O “Leão do Poço Rico”, que continua na lanterna do Hexagonal, enfrenta o Uberaba, neste sábado, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora.

Ficha Técnica – Nacional de Muriaé 1 vs 1 Tupynambás

Gols: Gustavo Crecci (TUP), aos 21’ do 2º tempo; Guilherme (NAC), aos 45’ do 2º tempo;

Nacional de Muriaé: Paulo Vitor, Felipinho, Élder, Jean (Aurélio), e Bicudo; Marcão, Rafael lemes (Formiga), Iran e João William; Igor Goulart (Éverton) e Guilherme. Técnico: Gérson Evaristo

Tupynambás: César; Arlan, Thales, Washington e Hipólito; Pinguim, Gustavo e Igor Henrique (Pedro); Tony, Igor Soares (Assis) e Ademilson (Ygor). Técnico: Lúdyo Santos

Arbitragem: Michel Patrick Guimarães, auxiliador por Augusto Magno de Ramos e Ricardo Vieira Rodrigues

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.