Crianças precisam de cuidados especiais no verão, alerta médica

O ideal é investir em frutas e alimentos mais leves como verduras e legumes

Lucas Soares
Repórter
31/01/2015

Verão, quase sempre, coincide com o período de férias escolares. E, com as crianças com mais tempo livre, é preciso que o responsável tenha uma maior atenção com as brincadeiras, principalmente aquelas ao ar livre. O Portal ACESSA.com consultou a pediatra Márcia Mizrhay sobre os cuidados que se deve ter para preservar a saúde dos pequenos nesta época. Confira!

De acordo com a médica, os cuidados com as crianças devem ser similares aos que se têm com os idosos. "É muito importante ressaltar a hidratação e a alimentação, sempre com comidas saudáveis. Investir em frutas, alimentos mais leves como verduras e legumes, evitando comidas mais pesadas, como feijoadas, churrascos excessivos, refrigerantes e as frituras. Nessa época os alimentos com algum tipo de creme, como a maionese, têm um risco maior de estragar por causa do calor", explica Márcia.

Ainda de acordo com a pediatra, as roupas que a criança veste devem ser leves e, mesmo assim, as atividades físicas devem ser feitas fora do horário de pico do sol. "Sempre antes das 11h e depois das 16h. É o horário máximo de exposição. O sol da manhã e do final da tarde é bom para as brincadeiras ao ar livre. Os primeiros 20 minutos de exposição ao sol, as crianças devem ficar sem o protetor para aproveitar os raios UVB para a reposição de vitamina D. Após isso, sempre usar o protetor solar indicado para a idade e repor à cada hora ou duas, conforme o tempo que se entra na água. É bom utilizar um chapéu para proteger o rosto", diz.

Os machucados, que eventualmente podem acontecer, também merecem uma atenção especial, segundo Márcia. "Nos cortes superficiais, o primeiro cuidado é lavar com água corrente e sabão e fazer o curativo. Se for um corte profundo, que precisa de um cuidado maior, procurar um serviço de saúde que tenha uma assistência pediátrica", comenta. Por isso a pediatra ressalta a importância da supervisão de um adulto. "Evite brinquedos que tenham risco. E toda a brincadeira ao ar livre é importante que tenha um responsável por perto. Ela nunca deve ficar sozinha", fala.

Para as crianças que ficam muito em casa, a médica recomenda manter o ambiente bastante arejado. "As crianças não devem usar o videogame continuamente, no máximo uma hora por vez, intercalando sempre com atividades ao ar livre. A criança não deve ficar o dia inteiro vendo televisão, nem no computador. As atividades ao ar livre são muito importantes para a saúde", garante. Além disso, a profissional faz um alerta para a hora de lavar o pequeno. "Lembrar de banhos rápidos e frios, evitando os banhos quentes, até pela época de economia de água que estamos", conclui.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.