• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia
    Faxina na caixa postal
    Conheça alguns programas e dicas para se livrar dos spams

    Ludmila Gusman
    09/07/02

    Sua caixa postal já ficou repleta de mensagens de destinatários desconhecidos, propagandas, ofertas de emprego? Então, você faz parte da lista de milhões de vítimas dos chamados spams - nome dado às mensagens eletrônicas enviadas para o internauta sem autorização. Uma pesquisa realizada pela empresa americana Bright Light Technologies revelou que nove entre dez pessoas são vítimas de spam pelo menos uma vez por semana. Quase metade recebe nada menos do que seis mensagens comerciais indesejadas semanalmente.

    Para evitar esse transtorno aos seus usuários, o provedor ACESSA.com está elaborando um programa que pretende minimizar a chegada de spams na caixa postal. A novidade está em fase de testes e será disponibilizada gratuitamente aos usuários. Abaixo, selecionamos dicas e algumas opções de programas disponíveis no mercado. Confira.

    Filtrando as mensagens indesejadas
    Algumas empresas já desenvolveram programas para combater os spams, através do uso de filtros que bloqueam ou fazem a seleção das mensagens, antes delas serem despejadas na caixa postal. O próprio software de correio eletrônico, como o Outlook, já oferece essa opção. Dependendo do aplicativo, há a possibilidade de enviar automaticamente uma reclamação para o administrador do spammer (nome dado a quem envia os spams).

    Os softwares tentam identificar e apagar a mensagem sem que o usuário tenha que baixá-la para o seu computador. Os programas estão disponíveis no sistema freeware (gratuito) ou shareware (mediante pagamento após um período de testes). No site da Tucows você tem a opção de fazer o dowload dos programas através do endereço http://tucows.matrix.com.br/spam95.php. No Brasil, uma empresa já desenvolveu um software que além de ajudar a combater o spam, também evita o ataque de vírus disseminados por e-mail. Trata-se do EmC 2.5. Você pode baixá-lo em http://www.abreuretto.com/anti-spam/indexp.php.

    Outro programa interessante é o Bounce Spam Mail. Através dele, o spammers recebem uma resposta que imita a mensagem que um servidor devolve quando um e-mail não existe. Ao utilizar este software você irá "devolver" a mensagem como se fosse uma mensagem de erro, levando o destinatário a retirar o seu e-mail da lista. O software está em inglês e pode ser encontrado em http://www.pcworld.com/downloads/file_description/0,fid,5402,00.asp.

    Dicas para evitar o spam
    Além de utilizar programas para combater os spams, você pode desenvolver ainda hábitos para aliviar sua caixa postal. Algumas pessoas são mais radicais e preferem deletar os spams antes mesmos de ler. Essa atitude é uma das recomendações de movimentos anti-spam, já que o usuário corre o risco de junto da mensagem receber também cookies ou scripts que podem acusar a leitura. Isso faz com que os remetentes continuem mandando cada vez mais e-mails para o endereço. Por outro lado, ao deletar a mensagem você deve ter o cuidado de não perder alguma informação que poderia lhe ser útil.

    Outra dica para tornar seu correio eletrônico mais leve é não divulgar seu e-mail em qualquer formulário, quanto menos pessoas souberem seu endereço eletrônico, menor a chance de você ser alvo de um spammer. Verifique se o local onde você divulga seu e-mail lhe garante a privacidade como é o caso do ACESSA.com. Através de uma política de privacidade (clique para saber mais), o provedor oferece toda a segurança ao usuário de não ter seu e-mail disponibilizado na rede.

    Não responder um spam é outra recomendação, principalmente, adquirir mercadorias provenientes deste tipo de mensagem. Agindo dessa forma, você só vai estimular ainda mais o envio de propagandas indesejadas e, na compra do produto, certamente enviará outras informações como por exemplo, seu endereço e número de documentos. Não se empolgue com as ofertas, por mais que os spams ofereçam boas oportunidades é difícil acreditar que eles sejam realmente confiáveis.

    É aconselhável também parar de utilizar as opções remover ou responder inseridas na mensagem enviada via spam. Na maioria das vezes, essa é uma tática dos spammers para ter a certeza de que aquela conta existe e pertence a um internauta ativo, que lê suas correspondências eletrônicas.

    Uma outra solução é criar um endereço de e-mail público, solicitando ao seu provedor uma conta adicional. Desta forma, toda vez que você participar de enquetes, promoções, lista de discussões ou qualquer serviço de terceiros na Web poderá inserir esse endereço, fazendo com que o spam vá para lá e não mais para o seu e-mail privado. Essas medidas não irão exterminar essa prática, mas certamente reduzirão o recebimento de mensagens sem você ter solicitado.

    Mais programas:

  • atSPAM beta 1.1.d.2: Possui recursos para trabalhar em rede. Bloqueia domínio, remetente, assunto vazio, domínio vazio, tira cópia da mensagem e anexos antes de apagá-las, visualiza os anexos, caso haja aplicação registrada, entre outras funções. Disponível em http://www.matteadv.com.br/atspam/atspam.php.

  • Bright Mail 1.1: Checa sua conta de e-mail e verifica se você está recebendo spam. Aí ele mesmo coloca em uma pasta especial e você confirma os que vão ser deletados para não perder nada importante. Download pode ser feito em http://www.brightmail.com

  • Spam Eater Proque: Destrói as mensagens indesejadas sem baixá-las do provedor. O software pode ser encontrado em: http://www.hms.com/spameater.asp.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.