[php]insere("tit_adrianaemariaaugusta")[/php]

Artigo
Os pés

:::28/07/2006

Estão localizados na parte mais inferior das pernas. Possuem 26 ossos que estão interligados por 114 ligamentos, 20 músculos, tendões, vasos e nervos. Toda essa estrutura é maravilhosamente adaptada para o trabalho, apresentando uma coordenação perfeita. Suportam o peso do corpo durante uma vida inteira e fazem movimentos como andar, correr, saltar, dançar sem ocorrer dor ou desconforto.

Desde o período da manhã até o momento de deitar os pés sofrem um esforço constante, seja quando andamos demais ou quando ficamos muito tempo em pé ou sentados. Cuidar dos pés não é um sinal de vaidade e sim de saúde. Mantê-los bem tratados proporciona uma boa qualidade de vida, pois qualquer alteração na estrutura ou função dos pés deixa o corpo humano com uma postura incorreta.

Muitas mulheres permanecem horas com sapatos de saltos altos e bicos finos obrigando os pés a permanecerem fora da sua posição anatômica em grande parte do dia. Isso leva a dores locais que algumas vezes refletem nas pernas e coluna vertebral. A vida diária e o atropelo das horas impõem sacrifícios, por isso nada mais justo que dedicar alguns cuidados à noite àqueles que suportaram o peso durante o dia.

Durante o banho, os pés, muitas vezes esquecidos, recebem somente a água que escorre do corpo. Lavá-los com sabonete e esponja, principalmente entre os dedos, faz com que sejam retiradas sujidades acumuladas. Deve-se secar delicadamente entre cada dedo de preferência com uma parte da toalha que não esteja úmida ou com um secador de cabelos.

O que importa é que eles fiquem totalmente secos. A umidade propicia o crescimento de fungos. Esses fungos estão presentes em todos os ambientes, nos animais e em nossa pele sem causar nenhum dano. Se os pés ficarem úmidos, esses fungos crescem e desenvolvem as micoses (ou frieiras ou pé-de-atleta).

Usar calçados fechados foi um hábito criado para a proteção dos pés, mas o uso diário de sapatos ou tênis cria dentro deles um ambiente abafado, quente e úmido pela pouca ventilação, propiciando o crescimento destes fungos e bactérias. Nas micoses encontramos a pele entre os dedos avermelhadas, mescladas com pele esbranquiçada descolada, úmida e com prurido (coceira).

As unhas também são afetadas por fungos que provocam micoses que requerem avaliação médica, tratamento por tempo prolongado com antimicótico em creme, pós, esmalte, spray ou orais. Estes não devem ser interrompidos com o desaparecimento dos sintomas, pois fungos podem ser resistentes e estar presentes nas regiões mais profundas da pele.

As unhas devem ser cortadas sempre após o banho quando estão mais macias, evite cortá-las arredondadas nos cantos para que elas não penetrem na pele e se encravem. Traumatismos, tropeções, queda de objetos sobre as unhas e uso de sapatos com bico fino também podem causar unha encravada.

Já os calos são causados devido ao atrito da pele com ossos salientes. Esse atrito ocorre de forma leve e repetida. A pele vai se tornando, com o tempo, grossa e endurecida. Os calos não devem ser lixados ou cortados. Se ocorrer dor constante, procure um cirurgião. Devem ser aplicados cremes que amolecem a camada de queratina.

As bolhas são causadas pelo atrito muito forte dos pés com as meias, com o tênis ou sapatos apertados que pressionam ossos salientes em calcanhares e nos dedos. A fricção provoca um descolamento da pele que se enche de líquido. As bolhas não devem ser retiradas para evitar infecções. Deve-se perfurar a base da bolha com uma agulha esterilizada para esvaziar o líquido. É muito comum aparecerem em atletas, pelo tempo prolongado que permanecem de tênis e pelo suor constante dos exercícios.

Escolha sempre tênis de tecido, ventilados, evite os de couro e opte por meias sem costura. Compre sempre tênis no fim do dia, pois os pés estão mais inchados. Experimente-os em pé, pois assim eles ficam mais volumosos.

Das afecções que acometem os pés uma das mais comuns são as rachaduras ou fissuras dos calcanhares.São causadas devido ao ressecamento da planta dos pés provocando uma reação de engrossamento local pelo aumento da produção de queratina. A falta de hidratação faz com que a pele rache.O tratamento visa aplicar cremes à base de uréia e ácido salicílico.

O odor fétido ocorre em pessoas ativas que transpiram muito nos pés. Ocorre uma multiplicação das bactérias que em associação com as substâncias do suor causam o mau cheiro.

Há um hábito freqüente ao fazer as unhas de se retirar totalmente as cutículas com o uso de alicates. Ao contrário do que se pensa, elas não devem ser retiradas já que são uma proteção natural contra a entrada de microorganismos.A maioria dos salões de beleza não está preparada para promover a esterilização de materiais cortantes como os alicates.

A esterilização deve ser feita em autoclaves que devem seguir rigorosamente o tempo de esterilização.A autoclave é um aparelho de custo alto e não são todos os salões que a possuem. A estufa é segura desde que não sejam abertas durante o período de esterilização que é de uma hora e meia a duas horas a uma temperatura de 170 graus. Forninhos ou aplicação de álcoois ou produtos químicos apenas higienizam e desinfetam não esterilizam. Por isso não eliminam microorganismos como o Vírus HIV, Hepatite B e C, esporos e fungos.

A retirada das cutículas pode de alguma forma aprofundar demais acarretando um pequeno ferimento de difícil cicatrização, com aspecto esponjoso e avermelhado apresentando dor intensa. É o granuloma piogênico. São tratados com cirurgia ou aplicação de substâncias químicas.

Algumas dicas
  • Uma prática benéfica é a limpeza (com esponja), no interior dos calçados, com álcool ou desinfetante tipo pinho diluído em água.
  • Deixar o sapato arejar durante 24 horas.
  • Para os pés ficarem macios, preparar uma solução com meio copo de vinagre diluído em um litro de água e manter os pés mergulhados, massagear em seguida com óleo de amêndoas e hidratantes.
  • Em piscinas ou praias ande sempre de chinelos.
  • As clínicas de medicina estética oferecem tratamentos de hidratação dos pés (com substâncias específicas para os pés) associados a massagens relaxantes.

  • Clique aqui e mande sua pergunta
    ou opinião sobre este assunto

    Adriana Ritti e Maria Augusta Torres
    são médicas especialistas em Medicina Estética
    Saiba mais, clicando aqui

    Conteúdo Recomendado

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.