O que é ser mãe?


Bárbara Fonseca 5/03/2020

O que é ser mãe? Ser mãe é ter um filho, ou mais. Parece fácil definir, mas, além disso, o que acontece com a nossa vida quando nos tornamos mães?

A maioria de nós mulheres aprendeu que ser mãe é um destino inevitável. No entanto, algumas estão ressignificando sua existência. Na contemporaneidade, para muitas mulheres, ser mãe é uma escolha para a qual podemos nos preparar. Pensar sobre o assunto nos permite conhecer filosofias e adotar práticas comportamentais que vão além da simples reprodução sociocultural que o meio oferece. Mas, com que objetivos?

Ter filhos é um projeto pessoal que envolve questões emocionais profundas. Os sentimentos que nos ocorrem são novos e intensos. Como lidar com eles? O que esperamos de nós mesmas, do que precisamos e o que muda na interação com as pessoas do nosso círculo de relacionamento?  A carreira profissional, a divisão do trabalho doméstico e a organização financeira da família são alguns dos desafios que encontramos no cotidiano. Enfrentá-los exige reflexão para esclarecer os objetivos, abertura ao diálogo e, principalmente, disposição para experimentar novas formas de convivência.

Com tantas questões permeando a vida mulher como mãe, é preciso cuidar ainda do bebê, da criança. Ser mãe é construir o futuro de uma maneira sutil e complexa: nós somos as responsáveis por formar os cidadãos que vão interagir, tomar decisões e, em menor ou maior escala, transformar o mundo em que vivemos. Valores morais, padrões de comportamento, tudo aquilo que nos forma enquanto seres humanos será multiplicado, aprimorado e refletido em nossos filhos. O que queremos para o futuro?

Iniciamos esta coluna com muitas perguntas e questionamentos. São convites para pensar a existência materna como algo desafiador e, ao mesmo tempo, comum. As mães compartilham sentimentos, angustias, alegrias e temores com frequência. Vamos conversar sobre tudo isso por aqui.

Na próxima quinzena eu volto para conversar especificamente sobre o puerpério. Aqueles dias – ou meses, que sucedem o nascimento do bebê. Uma fase desafiadora para todas as mulheres e também para os seus familiares e amigos. Faço um convite às mães, pais, avós e todos aqueles que fazem parte do círculo de apoio de uma mãe. Esta coluna é para vocês. Nos vemos novamente em breve. Um super beijo,

Bárbara.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.