Quarta-feira, 23 de setembro de 2009, atualizada às 13h

Partos em adolescentes diminuem 34% em dez anos em Juiz de Fora. Jovens estão mais conscientes do significado da família

Pablo Cordeiro
*Colaboração

O número de partos em adolescentes com idade entre 10 e 19 anos diminuiu 34% em Juiz de Fora na última década. Segundo dados divulgados pelo Anuário Estatístico de Juiz de Fora/2009, em 2008, 929 partos foram realizados na rede pública do município, contra 1.404 no ano de 1998. A queda representa 34% do número de casos e acompanha a média estadual, de 33,2%, e a nacional, de 30,6%.

De acordo com a enfermeira do Serviço de Atenção à Saúde do Adolescente, Luiza Tortoriello, as explicações são variadas, mas apontam para mais informação e conscientização do jovem quanto ao futuro. "A queda é sinal da maior orientação nas escolas, nas famílias e na mídia. Os adolescentes estão mais conscientes na prevenção e na iniciação da vida sexual. Eles têm mais perspectiva de futuro, na constituição de uma família e na responsabilidade financeira", explica.

Outro aspecto levantado pela enfermeira é a diferença do esclarecimento das jovens de 10 a 15 anos para as de idade superior. "A partir dos 15 anos, as jovens estão cientes do risco da gravidez. Agora, as menores de 15 anos têm conhecimento de como evitar a gravidez, mas não têm maturidade suficiente para internalizar o uso da pílula e camisinha. A ingenuidade é grande. Elas pensam que nunca vai acontecer com elas", esclarece.

Segurança

Luiza pontua um assunto bastante debatido e ligado diretamente à gravidez na adolescência: o uso da pílula. Ao contrário do perigo ao organismo jovem que o medicamento oferecia anos atrás, hoje, o risco é minimizado. "As pílulas são receitadas para que cause o menor dano colateral possível. Além disso, o controle e o acompanhamento de ginecologistas são maiores."

Conforme a enfermeira, a média da iniciação sexual é aos 16 anos. "Observo que o período entre a menarca e o primeiro ato sexual tem diminuído em comparação com os últimos dois anos."

Atenção aos jovens

O Serviço de Atenção à Saúde do Adolescente atende anualmente cerca de 300 meninas, o que representa 25% da população gestante adolescente de Juiz de Fora. Além de informações e orientações sobre a gestação, a jovem recebe auxílio e esclarecimento sobre problemas gerais da fase, como conhecimento do corpo, saúde reprodutiva, terapia, obesidade, entre outros. As consultas são realizadas por médicos e especialistas. O endereço é rua Espírito Santo, 1.023, 2º andar. O telefone de contato é (32) 3690-7171.

 

Gráfico

*Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.