Centro de Referência da Mulher realiza 131 atendimentos em menos de dois mesesA casa foi inaugurada em março, mas atendimentos só foram iniciado em junho. Equipe multidisciplinar dá apoio às mulheres em situação de vulnerabilidade

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
9/8/2011

mulher

O Centro de Referência da Mulher realizou deste junho desde ano, 131 atendimentos, que englobam orientação jurídica, demandas sociais, atendimentos psicológicos e encaminhamentos para rede socioassistencial, que envolve instituições como a Polícia Civil e a Casa Abrigo. Segundo a coordenadora municipal de Políticas para as Mulheres, Sônia Parma, a inauguração do departamento ocorreu no dia 18 de março, mas o departamento começou a realizar os atendimentos em junho. "A parte física ficou pronta, mas a rampa de acessibilidade não estava finalizada", diz.

De acordo com Sônia, a procura é positiva em todos os procedimentos ofertados. "O trabalho está sendo bastante procurado pela comunidade feminina de Juiz de Fora. Os atendimentos estão funcionando como uma porta de entrada para as mulheres da comunidade", enfatiza.

No Centro de Referência da Mulher, mulheres em situação de vulnerabilidade, em função de qualquer tipo de violência, são atendidas por uma equipe multidisciplinar de trabalho, que conta com uma psicóloga, uma assistente social, uma advogada, um estagiário da área de Direito, além de assessora de projetos, técnicos e coordenação. As mulheres que quiserem procurar o serviço, devem procurar o Centro de Referência da Mulher, na rua Oswaldo Cruz 195, no Centro.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.