• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Dica para despertar a potencialidade criativa


    Carolina Lopes 15/04/2020

    Olá internautas! Estamos vivendo tempos difíceis, mas vamos falar de busca de soluções? Como sabemos a maior aprendizagem floresce do caos e o empreendedor é aquele que enxerga oportunidades em tempos de crise. Mas como despertar a nossa potencialidade criativa? Em sala de aula com meus alunos de Empreendedorismo eu costumo utilizar uma técnica em dinâmicas de grupos chamada Brainstorming ou tempestade de ideias, de autoria de Alex Osborn, que pode ser adaptada para realizar também individualmente.

    O principal objetivo desta atividade é o de solicitar aos participantes que apresentem ideias sobre um assunto pré-determinado durante um tempo cronometrado. É importante criar um espaço para a diversidade de pensamentos e experiências e extrair as melhores destas ideias, buscando a inovação. Esta técnica pode ser usada em diversas situações e em todos os setores de uma empresa, por exemplo. Desde o desenvolvimento de novos produtos e serviços, passando pela otimização dos processos até a realização de projetos de curto e médio prazo.

    O primeiro passo é identificar um problema e a partir disso, pode-se começar a chuva de ideias para solucionar este problema.

    Um monitor pode ser designado, cuja participação será a de registrar breves palavras da equipe, independente de qualquer juízo crítico sobre sua validade, e estimular a rápida sucessão de outras mais. O julgamento da opinião do outro pode inibir o participante correndo o risco de boas ideias serem descartadas.

    Com inúmeras sugestões expostas registradas, deve então o monitor, com auxílio do grupo ir eliminando umas, aprimorando outras e assim chegar a um resultado prático.

    Agora que você já está por dentro do que é e como funciona um brainstorming, pode convidar seus colaboradores da empresa ou até mesmo a sua família para um chat online. Ao ser envolvido diretamente no processo criativo e chamado para avaliar o futuro dos negócios, o colaborador se sente mais valorizado e a confiança depositada sobre cada um funciona também como um estímulo ao trabalhador, que passa a se ver como parte integrante da organização. Não deixe de me contar como foi a sua experiência. E se quiser sugerir algum tema que eu possa ajudar, conte comigo! Abraços e até próxima coluna.

    Carolina Lopes é mestre em Economia e Gestão Empresarial, graduada em Administração e Ciências Contábeis com MBA em Finanças. Especialista em Docência para Educação Profissional. Professora há 11 anos, atualmente leciona no IF Sudeste MG. Atua como Consultora Empresarial há 17 anos, ministra Palestras e Treinamentos com temáticas voltadas para Gestão de Pequenos Negócios; Educação Financeira e Empreendedorismo.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.