• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Segunda-feira, dia 12 de janeiro de 2009, às 16h44

    Papelarias atendem em horário especial para volta às aulas e facilitam o pagamento

    Priscila Magalhães
    Repórter
    Madalena Fernandes
    Revisão

    Até o dia 14 de fevereiro, as papelarias vão funcionar das 8h30 às 20 h para atender pais e alunos em busca do material escolar. A medida foi tomada após um acordo entre o Sindicomércio e o Sindicato dos Empregados do Comércio de Juiz de Fora. A ideia é dar mais comodidade aos consumidores. "Assim eles podem pesquisar melhor", ressalta o presidente do Sindicomércio, Emerson Beloti.

    A papelaria onde Fernando Sasso é gerente já está funcionando em horário especial. Para ele, a medida é positiva, pois o movimento já é maior que no mês de janeiro do ano passado. "Já registramos um aumento de 25% nas vendas em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês de 2008."

    Fernando observa que os clientes estão pesquisando cada vez mais. Uma forma de encontrar o estabelecimento que oferece mais vantagens. "Há muita diferença de uma loja para outra, então estamos trabalhando com um plano de pagamento e com desconto a vista para livros e papelaria."

    Mesmo observando um aumento no movimento, a livraria de Marta Gusmão não vai aderir ao horário especial de funcionamento. Segundo ela, a procura por livros didáticos é grande, demanda que deve se intensificar no final de janeiro, quando os consumidores saem para as compras de última hora. "O movimento já está melhor que no ano passado, mas esperamos que ele se intensifique após a segunda quinzena deste mês."

    Para driblar o reajuste dos livros didáticos, que ficou entre 5% e 10%, o estabelecimento de Marta também procura oferecer descontos e dividir o valor da compra.

    A expectativa de Fernando é que as vendas sejam 10% maiores que no mesmo período do ano passado. Para Emerson Beloti, o índice é positivo. "Estamos em um momento difícil na economia", argumenta.

    O vice-presidente do Sindicato dos empregados do Comércio, Wagner França, vê o horário de funcionamento especial com bons olhos por causa das contratações temporárias. "A contratação existe e a maneira que temos para colaborar com isso é celebrar este acordo." Wagner garante que não há prejuízo para o funcionário. "As empresas fogem da hora extra e instituem os turnos."

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.