Orquídeas despertam interesse de diferentes segmentosBeleza, cores e formas das plantas atraem pessoas de todas as idades

Aline Furtado
Repórter
29/8/2009

Elas chamam atenção pela beleza, pelas cores marcantes e pelas formas. As orquídeas são conhecidas como uma das plantas ornamentais mais utilizadas em todo o mundo. Em Juiz de Fora é possível identificar dois segmentos de mercado para a planta: as floriculturas e os colecionadores.

As floriculturas são consideradas pontos específicos de venda, principalmente de plantas híbridas, ou seja, originadas por meio de cruzamentos naturais ou a partir da intervenção humana. "Elas são muito procuradas por serem vistosas. As híbridas são utilizadas como presentes e enfeites e na confecção de buquês de noivas. Isso porque despertam a atenção devido às suas cores e formas", destaca o presidente do Círculo Orquidófilo de Juiz de Fora, César Cherem.  

Um outro mercado é o de orquidófilos, os colecionadores, que buscam plantas exclusivas e exóticas, que, de modo geral, são encontradas em feiras e diretamente com produtores.

Para Cherem, embora Juiz de Fora conte com cerca de 70 associados ao Círculo Orquidófilo, além de apreciadores que não têm ligação com o grupo, a cidade, que oferece um clima favorável ao cultivo de orquídeas, ainda é considerada um mercado a expandir.  “Em termos de produção, Juiz de Fora ainda está começando.”

A cidade não conta com produtores que têm nas orquídeas fonte exclusiva de renda, embora as plantas sejam expostas e até comercializadas em feiras e exposições realizadas em várias regiões do país.

A procura por orquídeas é grande devido à beleza, que desperta a atenção de homens e mulheres de todas as idades, independentemente do nível social. "As vendas são muito positivas e é possível verificar o interesse dos juizforanos a partir da realização de exposições, quando chegamos a contabilizar uma média de seis mil visitantes", afirma um dos membros do Círculo Orquidófilo de Juiz de Fora, Gilberto Bisaggio. Os preços das orquídeas variam de R$ 10 a R$ 12 mil.

Orquídea 2 Orquídea 3 Orquídea4

Existem cerca de 35 mil espécies de orquídeas catalogadas no mundo e o Brasil representa cerca de 10% deste total. Com relação às híbridas, existem aproximadamente cem mil plantas. "A cada dia são criadas novas orquídeas por meio da técnica de hibridismo. O objetivo da intervenção é o melhoramento genético da espécie", explica Cherem. Segundo ele, existe muita coisa a ser descoberta em termos da planta. "E muito foi perdido devido a problemas de devastação, por exemplo", acrescenta.

A respeito do cultivo das plantas por orquidófilos, Cherem afirma que este é considerado um ato de preservação. "Os colecionadores dispensam à planta um cuidado especial, e técnicas como o hibridismo garantem a multiplicação das orquídeas."

Orquídea6 Orquídea5 Orquídea 7
Cultivo

Para aqueles que estão iniciando no cultivo da planta, dicas como luminosidade, umidade, ventilação, adubação, entre outras, são de grande importância.

As orquídeas precisam de muita luminosidade, mas não devem estar expostas diretamente aos raios solares devido ao risco de "queima" das mesmas. Com relação à umidade, é possível afirmar que as orquídeas se adaptam melhor à falta do que ao excesso de água, que pode causar o apodrecimento das raízes. O ideal é que seja feita, pela manhã, uma rega de forma abundante. No verão, as regas devem ser mais frequentes.

A boa ventilação é essencial para que a planta permaneça saudável.  E mais, as orquídeas precisam receber adubação orgânica ou inorgânica. Além disso, as condições fotossanitárias do local onde são mantidas as plantas são fundamentais para que as mesmas não sofram com o ataque de insetos, fungos, bactérias e viroses.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.